CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER
Jardim da Cerca da Graça

Um sonho verde chamado Jardim da Cerca da Graça

Lisboa tem um pulmão de dois hectares no Bairro da Graça

 

 

No coração de Lisboa, junto à Igreja da Graça, encontram-se quase dois hectares de espaços verdes. Ladeando um extenso relvado central, encontram-se 180 árvores e arbustos e, também, um parque de merendas e um pomar. Quem passeia hoje neste bonito jardim lisboeta está longe de imaginar que este esteve interdito ao público durante séculos e que só em 2015 é que abriu portas.

 

 

No Jardim da Cerca da Graça pode-se admirar a fabulosa vista da Lisboa antiga, que vai do Castelo de São Jorge à Mouraria, enquanto se aproveita os raios de sol ou mesmo uma sombra fresca num dia de calor. Dos antigos terrenos do Ministério da Defesa fez-se um novo pulmão lisboeta, ideal para os habitantes do bairro da Graça poderem desfrutar de momentos de lazer.

 

 

Já em 1995, José Sá Fernandes, o vereador da Estrutura Verde da Câmara Municipal de Lisboa, na altura sem qualquer tipo de vínculo à autarquia, escreveu uma carta à câmara a requisitar um jardim para ocupar estes mesmos terrenos, na data pertencentes ao Convento da Graça.

 

 

Vinte anos depois, conseguiu que este jardim finalmente abrisse portas. E estas escancararam-se, não só para os moradores da Graça, como para os lisboetas ou visitantes da cidade das sete colinas. Hoje é possível usufruir da vista panorâmica sobre o Castelo de São Jorge, Chiado e Tejo, aproveitar o pomar, o parque infantil ou o quiosque, em que se vê cada vez mais gente à hora do pôr-do-sol.

 

 

Ter uma área verde desta dimensão, com 1,7 hectares, mesmo no centro de uma capital de um país é um autêntico luxo. Além desse fator, tão importante para os residentes do bairro da Graça, este espaço ainda permitiu encurtar a distância que separa a Baixa Pombalina da Graça, que agora se pode percorrer a pé pela Mouraria.