CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Faça uma viagem no tempo nos antigos bares lisboetas

Bares Lisboa
By Inês ALMEIDA . 4 years

Lisboa é uma cidade com muitos atributos, mas se há característica a que quase ninguém fica indiferente é o espírito boémio da cidade 

 

Se aprecia beber um copo em boa companhia, especialmente num local especial e pleno de história, não deixe de visitar os bares lisboetas que lhe recomendamos.

 

 

Pavilhão Chinês

 

Este é um dos bares lisboetas clássicos que não pode perder. O Pavilhão Chinês situa-se na zona do Príncipe Real, perto do Miradouro de São Pedro de Alcântara, e encontra-se aberto desde 1986. No entanto, este espaço já contava com décadas de actividade, tendo funcionado como mercearia desde o princípio do século XX.

 

O Pavilhão Chinês divide-se por cinco salas que foram decoradas pelo próprio fundador, com objectos que este coleccionava desde a adolescência. Estes artefactos datam do século XVIII ao século XX. Esta colecção de objectos é bastante vasta e inclui capacetes da 1ª Guerra Mundial, soldadinhos de chumbos, aviões em miniatura, planetas que caem do tecto, louças de Bordalo Pinheiro, posters antigos, entre outros.

 

Este autêntico bar-museu serve chás puros e cocktails sofisticados, tudo feito na própria casa. Também tem vários petiscos à disposição. Relativamente ao preçário, é um pouco mais avultado do que o habitual em Lisboa, mas a singularidade do espaço justifica-o, assim como o atendimento à “moda antiga”.

 

 

Pensão Amor

 

De uma antiga pensão da Rua do Alecrim, no Cais do Sodré, fez-se o famoso bar Pensão Amor (na foto). O seu nome não foi escolhido ao acaso, pois o edifício pombalino que ocupa já foi uma pensão com quartos alugados à hora por prostitutas e marinheiros. O imaginativo projecto de recuperação do espaço ficou a cargo da mesma equipa que reabilitou o Lx Factory.

 

Pelos vários andares deste antigo edifício distribuem-se ateliês de trabalho, um restaurante/cabaret, um cabeleireiro, uma loja de lingerie, uma livraria erótica (chamada Ler Devagar com Amor) e uma sala do varão destinada a eventos e espectáculos. Neste espaço recria-se o universo do burlesco com o ambiente de cabaret, tendo um palco disponível para concertos, teatros, recitais de poesia e lançamentos de livros.

 

 

Foxtrot

 

Ir ao Foxtrot faz-nos regressar ao princípio do século XX e sentir que de repente podíamos estar a beber um copo com o Hemingway ou o Fitzgerald. O espaço é deliciosamente retro e os empregados vestem-se a rigor. A decoração Art Deco deste espaço, inaugurado em 1978, é do mesmo criador do Pavilhão Chinês e do Procópio.

 

Este bar, que se divide por várias salas, todas elas bastante acolhedoras, foi inspirado nos tradicionais pubs ingleses. Ao todo ocupa quatro salas a média luz, que contam com música ambiente e um jardim para as noites quentes de Verão. Durante o tempo frio, tem a opção de se sentar ao pé da lareira que se encontra numa das salas.

 

O Fox Trot situa-se no Príncipe Real e é um dos bares lisboetas mais antigos. Não deixe de provar um dos cocktails da sua extensa lista, que se faz acompanhar por vários aperitivos. Também pode optar pelas especialidades da casa, como o bife foxtrot, os hambúrgueres e o prego no pão, que são servidas até às três da manhã.