CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER
Praça do Marquês de Pombal

A Praça do Marquês de Pombal, onde circula Lisboa

A Praça do Marquês de Pombal é o mais importante ponto de circulação em Lisboa

 

A Praça do Marquês de Pombal, mais conhecida por Rotunda do Marquês de Pombal, nasceu do prolongamento da Avenida da Liberdade, o antigo Passeio Público pombalino, e situa-se entre esta avenida e o Parque Eduardo VII. Esta rotunda, que homenageia o primeiro-ministro que reconstruiu Lisboa após o terramoto de 1755, ajudou a estruturar o novo espaço da cidade, a Norte.

 

Sob a praça passa o Túnel do Marquês, um extenso túnel rodoviário que une a Avenida Fontes Pereira de Melo à auto-estrada A5, que segue para os concelhos a oeste da capital. A Praça do Marquês de Pombal é uma rotunda histórica, onde se deram acontecimentos decisivos para a proclamação da República, que aconteceu a 5 de Outubro de 1910. A maioria dos edifícios da Praça Marquês de Pombal, que agora estão na sua maioria ocupados por hotéis e escritórios, data do século XX.

 

A estátua de Marquês de Pombal encontra-se no topo de um monumento nesta praça, cuja construção foi concluída em 1934. Os seus encargos foram pagos por subscrição pública, sendo que as contribuições eram feitas através da aquisição de selos do correio com a imagem da estátua.

 

A figura do marquês foi esculpida em bronze, com uma das mãos pousada num leão, que representa a força e a determinação da realeza, e os olhos virados para a baixa que, depois do terramoto, ajudou a reconstruir. Na base do pedestal encontram-se as esculturas alegóricas, que representam as reformas empreendidas pelo estadista. Dele ficou célebre a frase, após o terramoto “enterram-se os mortos e cuida-se dos vivos”.