CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Os cinco mais icónicos cafés de Lisboa

Cafés Lisboa
By Joana CIDADES . 4 years

Saiba quais são os cinco cafés de Lisboa que deve mesmo visitar, pela sua história e beleza

 

Lisboa, com os seus séculos de história, tem vários cafés dignos de uma visita. Ir ao café é um hábito muito português, que aprecia beber um expresso (ou bica, como se diz em Lisboa) em boa companhia. Saiba quais são os cinco espaços da capital que deve visitar, mais não seja para admirar a sua beleza.

 

Versailles

A pastelaria Versailles tem o mesmo nome do famoso palácio francês e data de 1922. Este icónico espaço lisboeta situa-se na Avenida da República e tem uma decoração art nouveau, lembrando um verdadeiro café histórico europeu. Além de servir uma seleção de pastelaria variada, também funciona como restaurante.

 

A Brasileira

A Brasileira situa-se na Rua Garret, no Chiado, e é o mais conhecido dos cafés históricos lisboetas. Abriu em 1905 e encanta com o seu interior em art deco, com madeira, espelhos e mármore. No exterior, pode tirar uma fotografia com a estátua de Fernando Pessoa. Este restaurante tem sempre muita afluência turística, o que se sente nos preços, ainda assim nenhuma visita a Lisboa está completa sem passar por ele.

Confeitaria Nacional

Fundada em 1829, a Confeitaria Nacional continua a ser um dos melhores cafés de Lisboa, principalmente pela sua pastelaria diversa. O famoso bolo-rei é a especialidade mais procurada da casa, tendo sido feito a partir de uma receita trazida de Paris em 1850. O interior deste espaço também faz merecer a visita, pois tem-se mantido fiel ao original, apesar das renovações.

 

Café Nicola

O Café Nicola situa-se na zona do Rossio e data de 1929. Este café também funciona como restaurante, mas é a esplanada, virada para a Praça do Rossio, que costuma ter mais afluência de gente. Além do café, os bifes são a especialidade da casa. Aconselhamo-lo a experimentar o bife à Nicola ou o bife à café.

 

Martinho da Arcada

O café Martinho da Arcada abriu em 1782, o que faz dele o café mais antigo de Lisboa. É conhecido por ser frequentado por escritores, incluindo Fernando Pessoa, cuja imagem se encontra numa das paredes do café. Amadeo de Souza-Cardoso e o poeta Cesário Verde também eram clientes habituais da casa. Este café situa-se na Praça do Comércio e atualmente é mais frequentado por turistas.