CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER
Jardim Botânico da Ajuda

Regresse ao século XVIII no belíssimo Jardim Botânico da Ajuda

Admire a vista para o Tejo, os vários espécimes botânicos e as fontes e estátuas do Jardim Botânico da Ajuda

 

O Jardim Botânico da Ajuda, situado ao lado do Palácio da Ajuda, em Belém, foi mandado construir pelo Marquês de Pombal em 1768 e nasceu de uma proposta do botânico italiano Domingos Vandelli. Ao todo são três hectares e meio que constituem o primeiro jardim botânico do país. A elegante geometria da disposição botânica é realçada pelas balaustradas, fontes e esculturas.

 

 

Este jardim constituía um local de lazer da família real, até ser aberto ao público aquando da proclamação da República. Foi alvo de várias recuperações, incluído uma já em meados dos anos 90, que serviu para repor e ampliar a coleção botânica, reconstruir o tabuleiro superior, os sistemas de rega e drenagem, criar um espaço de aromas dedicado a invisuais e transformação de uma das estufas num restaurante de luxo.

 

 

Atualmente é um dos jardins mais charmosos e menos visitados da cidade. Para começar, tem uma vista incrível para o Tejo e para a outra margem, deixando antever o casario da zona histórica. E depois tem o tabuleiro inferior, com as suas sebes aparadas de forma geométrica, os lagos e esculturas, das quais se destaca a Fonte das Quarenta Bicas, decorada com serpentes e figuras mitológicas.

 

 

O tabuleiro superior do jardim, por seu turno, contém mais de mil canteiros de pedra e um conjunto de espécimes botânicos exóticos. No Jardim Botânico da Ajuda encontra várias árvores tropicais, incluindo um dragoeiro da ilha da Madeira com mais de 400 anos. A entrada custa apenas €1,5, mas infelizmente não inclui nenhum guia ou qualquer tipo de informação escrita.

 

Jardim Botânico da Ajuda, Lisboa

 

 

 

 

Endereço: Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa

Telefone: +351 21 362 2503

Horário: 10h00 às 17h00 (encerra ao domingo)