CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER
Amoreiras

O bairro das Amoreiras, o verdadeiro coração alfacinha

Nas Amoreiras encontra o primeiro centro comercial de Lisboa

 

O bairro das Amoreiras situa-se no coração de Lisboa e é uma zona habitacional da classe média-alta por excelência. Tem uma grande tradição de comércio, sendo especialmente conhecido pelo Centro Comercial das Amoreiras, o primeiro centro comercial a nascer na capital portuguesa. Este é considerado um dos bairros da cidade com melhor qualidade de vida.

 

Neste bairro é habitual ver famílias a passear ou a fazer compras. Esta é uma zona escolhida por políticos, artistas e jornalistas, tanto para viver como conviver. Este era um campo agrícola antes de ser transformado em bairro residencial em 1879. Inicialmente resumia-se a uma encosta onde viviam os operários das fábricas de Alcântara.

 

Atualmente, as ruas das Amoreiras e Campo de Ourique encontram-se repletas de cafés, pastelarias, consultórios, escritórios e lojas. Vale a pena passar pelos cafés mais antigos do bairro, como “A Tentadora”, o “Ruacaná” e “O Canas”, onde se reúnem os habitués lisboetas todos os dias. É fácil aceder a este bairro de elétrico, seja pelo 25 (Alfândega/Campo de Ourique), seja pelo clássico 28 (Martim Moniz/Campo de Ourique).

 

Miradouro Amoreiras

 

O Centro Comercial das Amoreiras é um ponto de encontro dos alfacinhas, sendo um dos sítios que mais dá dinamismo ao bairro. Existe uma grande ligação entre os moradores das Amoreiras e Campo de Ourique ao centro comercial. Durante a semana vêem-se os estudantes da zona por lá, assim como homens e mulheres de negócios à hora de almoço, devido à proximidade de escritórios nos edifícios adjacentes.

 

Na zona das Amoreiras, mais especificamente, não existe muito comércio de rua, sendo esta maioritariamente residencial. Existem, sim, vários hotéis de luxo e o belo Jardim das Amoreiras, um reduto verde de tranquilidade no meio da cidade. É também nas Amoreiras que o Aqueduto das Águas Livres termina, sendo que vale a pena visitar a Mãe D’Água, o seu destino final.

 

Ao visitar este bairro, certifique-se que se perde nos seus vários cafés e esplanadas. É indispensável visitar a Igreja do Santo Condestável, da autoria de Vasco Regaleira, e o Mercado de Campo de Ourique. Os apreciadores de vinho vão gostar de visitar “A Garrafeira de Campo de Ourique” e quem aprecia comida gourmet vai-se deixar conquistar pela loja “Oil & Vinegar”.