CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Alfama vence novamente as Marchas Populares de Lisboa

Marchas Populares de Alfama
By Inês ALMEIDA . 3 years
Categories :
Turismo Lisboa

Alfama destacou-se particularmente no figurino e na musicalidade

 

Alfama foi novamente vencedora das Marchas Populares de Lisboa na 85.ª edição da iniciativa que passou pela Avenida da Liberdade a 12 de Junho, de acordo com o anunciado pela Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), responsável pela organização da iniciativa. O segundo lugar foi atribuído à marcha do Bairro Alto e em terceiro lugar ficou a marcha da Madragoa.

 

As marchas são avaliadas com uma pontuação de 0 a 20 e em dois momentos, um no pavilhão MEO Arena e outro na Avenida da Liberdade, nas categorias de coreografia, cenografia, figurino, melhor letra, musicalidade, melhor composição original e desfile da avenida. Ao todo desceram pela Avenida da Liberdade vinte marchas que competiram para ficar no pódio.

 

Este ano, as Marchas Populares de Lisboa tinham como tema o mar de encontros numa alusão ao oceano Atlântico, no âmbito de “Passado e Presente – Lisboa, capital ibero-americana de cultura”. Por categorias, Madragoa foi o bairro mais bem classificado ao nível da coreografia, Carnide na cenografia e Alfama no figurino. Já o título de melhor letra foi dado à marcha da Bica, na categoria de musicalidade venceu Alfama e a melhor composição original foi “Piratas on the rock”, da marcha da bela Flor, de Campolide.

 

Tal como nas edições anteriores, a edição de 2017 das Marchas Populares contou com a participação de 20 marchas na competição: Alfama (vencedora do ano passado), Benfica, Madragoa, Alto do Pina, Carnide, Penha de França, Campo de Ourique, Bica, Castelo, Ajuda, São Vicente, Mouraria, Santa Engrácia, Alcântara, Marvila, Bela Flor – Campolide, Belém, Olivais, Graça e Bairro Alto.

 

Este ano foram a concurso as marchas de Castelo e Belém, que ocuparam o lugar das marchas do Bairro da Boavista e do Lumiar que participaram em 2016. Além das marchas em concurso, na Avenida da Liberdade desfilaram os 32 noivos de Santo António e as três marchas extracompetição: Infantil “A Voz do Operário”, Mercados e Santa Casa. Também participaram, como convidadas, as marchas de Leiria, da Quarteira e de Viseu.