CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

My Lisboa com a blogger Filipa Figueiredo

My Lisboa | Filipa Figueiredo
By Inês ALMEIDA . 4 years
Categories :
My Lisboa

“Lisboa deu certo, e eu, como um dos seus habitantes sinto-me cada vez mais feliz dentro dela”

 

Porquê Lisboa para si?

 

Pela luz única desta cidade, quando o Sol se deita no Tejo. Pelo murmúrio do rio e pelo sopro do céu tão claro, como hoje. Pelas cores das casas. Pela melancolia dos dias de Outono que fazem de Lisboa uma cidade tão elegante. Pelas tardes de temperatura amena. Pelas manhãs de sábado passadas nos bairros. Pelos passeios a pé que espantam o tédio. Pela relação próxima com o mar, “ da nossa língua, vê-se o mar”, como disse Virgílio Ferreira.

 

A conquista que se está a viver no que respeita ao espaço exterior da cidade, terraços, esplanadas e jardins deve-se à reconstrução urbanística dos últimos anos. Lisboa é uma capital europeia que, tem vindo a influenciar vários ambientes de conhecimento, económico, social, político e cultural e, mesmo, como debutante, em alguns temas, como foi o caso do Web Summit, foi reconhecida internacionalmente como o ecossistema das startups.

 

Lisboa deu certo, e eu, como um dos seus habitantes sinto-me cada vez mais feliz dentro dela. De Lisboa, nunca quis desfazer-me de nada; de nenhuma das suas corrupções ligeiras, de nenhuma das suas superstições, do que não se disse, do que não se traduziu.

 

 

Tejo

Lisboa com vista para o mar

 

 

 O que marca a diferença na capital?

 

Digo que é o capital humano. O que está a fazer a diferença são as pessoas com valências reconhecidas a nível internacional a quem se pode perguntar como será o futuro. É a capacidade que temos de não ficar condenados ao pudor das restrições inerentes, ao facto do crescimento económico do país não ser o desejável. Neste contexto, houve quem se posicionasse para liderar novos projetos com talento que estão a criar reconhecidos produtos de excelência como é o caso da oferta ao nível do turismo nesta cidade.

 

 

Qual foi a última descoberta que fez em Lisboa?

 

A fotografia. As fotografias, parecem-me sempre um retrato de família, com paisagem de fundo: o tempo desta cidade, originário de um tempo que não nos envelhece, fica antes, firme, significativo, próspero. (risos)

 

 

Bairros de Lisboa

A fotogenia de Lisboa

 

Se tivesse que recomendar um espaço cultural qual recomendaria ?

 

Recomendo o MAAT pelo conceito inovador de conjugar a arte a ciência e a tecnologia num espaço só é promover a interactividade . Destaco também por motivos arquitéctonicos e pela simbiose com o rio e com Lisboa. A Gulbenkian e a esplanada do MNAA, nas janelas verdes, o jardim do Torel .

 

 

Qual o seu restaurante favorito?

 

Vários. Depende do mood, ultimamente tive algumas notáveis experiências gastronómicas e estéticas com alguns espaços que abriram na cidade. No inverno gosto do Café de São Bento e de um ou outro mais aconchegado pelo chiado. A esplanada do MNAA em qualquer altura do ano. Os que ainda não conheço... com certeza.

 

 

Café de São Bento

Café de São Bento

 

 

Qual é o segredo mais bem guardado de Lisboa?

 

Aqui há tempos o The Guardian descreveu Lisboa como uma cidade cool e plena de Sol que atraía pelo lifestyle a um preço mais baixo que as outras cidades. Talvez, o segredo passe por aqui e por existirem muitas pessoas a defender que não há só uma forma de fazer as coisas mesmo quando da globalização se trata. E, ter um plano, uma estratégia e uma convicção. Mudança. E isto está a acontecer.

 

 

Elevador de Santa Justa

 

 

Onde não resiste a fazer compras?

 

Em livrarias, em lojas vintage, em concept stores ou em outros espaços que proporcionem uma agradável experiência de consumo. No lugar mais inusitado...por vezes.

 

 

Embaixada

Embaixada Concept Store

 

 

Descreva Lisboa numa única palavra.

    

 Honrada, uma reconciliação sem palavras.

 

 

Dê-nos uma ideia para Lisboa.

  

A ideia da minha paisagem favorita numa cidade com história como a minha são uns museus antigos, esplanadas, livrarias, cinemas, dois ou três restaurantes escolhidos, um jardim, e alguma intimidade com estranhos. E, manter a cidade bem desenhada. Sempre.

 

 

Filipa

 

 

Quem é Filipa Figueiredo?

 

Filipa Figueiredo escreve no Patamar do Quarto Andar, um blogue sobre a cartografia do trivial, que reúne impressões sobre actualidade e consumos. Uma sucessão do que sabe ver e dizer. 

 

 

Onde a encontra?

 

Blogue: patamardoquartoandar.pt/

Facebook: facebook.com/patamardoquartoandar/

Instagram: instagram.com/patamardoquartoandar/