CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Mais 12,1% de dormidas de estrangeiros em Portugal em 2016

Dormidas de estrangeiros
By Inês ALMEIDA . 3 years
Categories :
Últimas Notícias

Dormidas de estrangeiros crescem o dobro da subida entre portugueses

 

Em 2016, a subida das dormidas de estrangeiros registada no setor do alojamento turístico foi o dobro da registada no número de residentes, sendo as percentagens de 12,1% e 6,3% respetivamente, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística. De acordo com a publicação Estatísticas do Turismo, as dormidas dos residentes atingiram os 14,2 milhões, o que corresponde a um crescimento de 6,3%, ao passo que em 2015 tinham subido 5,7%.

 

As dormidas de estrangeiros, 37,2 milhões, aumentaram em 12,1%, uma subida considerável quando comparada ao crescimento de 7,5% registado em 2015. O setor de alojamento turístico, que compreende a hotelaria, turismo no espaço rural e de habitação e o alojamento local, totalizou 21,3 milhões de hóspedes e 59,4 milhões de dormidas no ano passado, o que corresponde a subidas de 11,1% e 11,6%, respetivamente.

 

Dos estrangeiros que visitaram Portugal, a maioria entrou por rodovia, 55,6%, sendo que o avião foi o meio de transporte escolhido por 41% dos turistas. Os restantes chegaram ao país em navios de cruzeiro. Em média, 69% dos turistas não residentes chegados a Portugal vieram ao país por motivos de lazer, recreio ou férias, sendo que as visitas a familiares atraíram 20,3% e os motivos profissionais ou de negócios representam 8% do total.

 

Nas dormidas, os estrangeiros apresentam um crescimento superior face aos residentes, com 13,3% e 7,8%, respectivamente. Registam-se 41,8 milhões de dormidas de estrangeiros em 2016, 70,6% do total, e 17,5 milhões de dormidas de residentes. Como já é habitual, o principal mercado é o Reino Unido, que representa 22,9% das dormidas de não residentes, o que corresponde a um crescimento de 11,3%. Os turistas franceses foram aqueles em que se registou o maior crescimento, tendo subido 20%, sendo que estes já representam 10,6% do total, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística.

 

Por seu turno, o mercado alemão cresceu 11,6% (representa 14% do total) e o espanhol cresceu 9,9% (representa 10,3% do total). Os excursionistas estrangeiros que visitaram o país entraram maioritariamente por fronteira rodoviária, 90,2%, e também fronteira marítima, 8,6%, e aérea, 1,2%.

 

Fonte: Observador