CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Grupo Six Senses quer abrir mais hotéis em Portugal

Six Senses
Par Inês ALMEIDA Il y a 1 an
Catégories :
Hotelaria

Six Sense Douro Valley recebey o prémio “Favourite Overseas Holiday” da Condé Nast Traveler

 

O grupo tailandês Six Senses está a pesquisar o mercado português para adquirir uma nova unidade hoteleira. Este é detentor do hotel de luxo Six Senses Douro Valley e está agora à procura de oportunidades em localizações como a Comporta, Alentejo, Algarve, Porto e Lisboa.

 

“Adoramos Portugal e queremos reforçar a nossa presença no país. Nesse sentido, estamos a pesquisar em zonas como Algarve, Comporta, Alentejo, Lisboa e Porto”, explicou Nick Yarnell, diretor-geral do Hotel Six Senses Douro Valley, à revista EcO. “Se tudo correr bem, lá para 2020 devemos ter mais um hotel em Portugal.”

 

Para já, ainda não existe nada de concreto, mas o diretor-geral diz que “neste momento, estão em negociações para abrir uma unidade no Algarve, mas ainda não há nada de concreto”. Adianta também que esta abertura nunca acontecerá antes de 2020. No que concerne ao investimento, o grupo também planeia expandir a unidade hoteleira do Douro.

 

Vamos continuar a investir no nosso hotel [Hotel Six Senses Douro Valley]. Temos em vista um plano de expansão que visa aumentar o número de quartos (mais dez) e ainda de construir 14 apartamentos para vender”, acrescentou Nick Yarnell que, contudo, não quis adiantar o montante de investimento.

 

Outra informação que se mantém secreta são as receitas geradas pelo Six Senses Douro Valley (anterior ex-Aquapura), que se situa na Quinta de Vale Abraão e foi adquirido em 2013. Este é um hotel de luxo com 57 quartos, cujos preços vão até aos 300 euros por noite na época baixa e até aos 600 euros por noite na época alta.

 

A revista americana Condé Nast Traveler, a mais conceituada do mundo no setor, distinguiu o Six Sense Douro Valley com o prémio “Favourite Overseas Holiday Hotel for Europe, Turkey & Russia”. Além disso, o famoso hotel do Douro ficou em segundo lugar como “melhor hotel do mundo”. Para o diretor-geral, esta é uma distinção que os “enche de orgulho” e os “deixa muito satisfeitos”. Devido à tenra idade do hotel, Nick Yarnell diz que não esperavam essa distinção. ”O hotel tem apenas dois anos”, explica.

 

 

Fonte: EcO