CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

LX Factory é comprado por franceses do Grupo Keys

LX Factory
Par Inês ALMEIDA Il y a 3 ans
Catégories :
Últimas Notícias

O LX Factory é uma antiga unidade fabril que foi transformada e hoje acolhe encontra restaurantes, livrarias e lojas

 

A nova vida do LX Factory começa em 2008, quando foi adquirido pela promotora portuguesa Mainside, que transformou o espaço industrial num centro de criatividade. Naquele espaço, situado em Alcântara, encontra restaurantes, bares, livrarias, lojas de arte e escritórios de empresas ligadas a vários ramos de atividade diferentes, que se deixam atrair pela movida boémia do local.

 

Este espaço, que se veio a popularizar entre lisboetas e turistas, foi agora adquirido pela Keys Asset Management à Mainside, que também detém espaços como a Pensão Amor, no Cais do Sodré, o Rio Maravilha, no LX Factory, e a Casa de Pasto, no Cais do Sodré. A operação foi concluída nos últimos meses, não se sabendo ao certo o valor do investimento feito pelo grupo francês.

 

A venda do LX Factory ao grupo Keys, liderado por Pierre Mattei e Cyril Garreau, não vai alterar o conceito do espaço. A empresa comprou o empreendimento não pelos terrenos mas pela rentabilidade do conceito já existente. Por isso este continuará a ser usado como espaço para a fixação de escritórios de empresas, serviços e restaurantes, não indo ser substituído por um novo empreendimento imobiliário.

 

Apesar do LX Factory ir continuar com o mesmo conceito, vão haver algumas mudanças. A Keys pretende requalificar alguns dos edifícios e aumentar a oferta do espaço. Vai haver espaço para acolher mais empresas, além das 200 que já se encontram lá sediadas. O exterior também irá levar obras, especialmente os arruamentos, por forma a organizar melhor o trânsito. Além disso, a Keys vai apostar no aluguer de instalações para a realização de eventos.

 

A história do LX Factory vem do século XIX até aos dias de hoje, tendo como primeiro dono do espaço a Companhia de Fiação Lisbonense, que lá instalou a Fábrica de Tecidos e Fiação de Algodão de Santo Amaro. Junto à fábrica foi ainda construída uma vila operária, onde residiam os trabalhadores com as suas famílias. Este modelo continha uma creche e uma escola primária próprias, sendo um dos primeiros exemplos deste género de vilas na cidade.

 

Em 2008, este antigo espaço fabril foi comprado pela Mainside e nasceu o que conhecemos hoje como LX Factory. O património industrial foi valorizado, acolhendo atividades artísticas. Hoje em dia estão instaladas no recinto cerca de 200 empresas, com mais de mil trabalhadores, e o espaço é um “must go” não só para os lisboetas, como também cada vez mais para os turistas. Foi este conceito que atraiu os novos investidores franceses.

 

 

Fonte: Idealista

Photo Credit: Time Out