CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Photo Ark, uma enciclopédia viva (ainda!)

Photo Ark Porto
By João GALVÃO . 2 years
Categories :
Turismo Portugal

Para ver no Porto até abril, na Casa Andresen, a exposição Photo Ark com a chancela National Geographic

 

É uma visita com dois ganhos, o acervo e o sítio. O acervo é a Photo Ark, trazida pela National Geographic e que revelará cerca de 40 fotografias de imagens únicas de espécies em vias de extinção. O Noé desta arca é o fotógrafo da National Geographic, há mais de 20 anos, Joel Sartore e com este projeto internacional pretende “ levar as pessoas a encantarem-se com a biodiversidade do nosso planeta e protegê-la”.

O fotógrafo Joel Sartore

 

Porque o que tanto ele como a National Geographic pretendem é que ao olharmos para as fotos das espécies criemos uma espécie de empatia automática e que todos colaboremos para que aqueles olhos continuem a brilhar. E mais importante, é que “ao protegermos a biodiversidade, estamos de facto a salvar o planeta e a espécie humana”.

A fotografia do cartaz da exposição Photo Ark, por Joel Sartore

 

São 250m2 com fotos e filmes de espécies à beira do desaparecimento para sempre, que deus não guarda moldes. Com este projeto Joel Sartore pretende criar um arca fotográfica de 12.000 animais em risco, realmente como um Noé que salva o que pode, a imagem.

 

O projeto teve início em 2006 e desde aí foram documentadas, ao seu abrigo, sete mil espécies de animais cativos em risco de desaparecimento. A exposição passou já por vários países e chega agora ao Porto, à Galeria da Biodiversidade do Centro Ciência Viva, do Museu de História Natural da Universidade do Porto.

O hall de entrada da Galeria da Biodiversidade do Cantro Ciência Viva, Porto. Foto MHNUP. 

 

O espaço é considerado pela instituição como “o primeiro Centro Ciência Viva dedicado especificamente à biodiversidade” e está tratado museologicamente como uma espécie de galeria de arte slash museu. É um dos primeiros museus em Portugal “criado de raiz segundo a filosofia da museologia total”. Faz assim todo o sentido que as fotos de Joel, artista contemporâneo e naturalista, possam ser vistas aqui.

A bela Casa Andresen que alberga a Galeria da Biodiversidade. Foto MHNUP.

 

A Casa Andresen em si é uma casa histórica a tantos níveis, o maior deles todos o facto de ter sido o lar da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, e passeando pelo jardim percebe-se como lhe saía fácil à pena as descrições da casinha do gnomo do livro “A Floresta” ou das brumas frias d”O Cavaleiro da Dinamarca”.

 

 

Exposição “Photo Ark”, de Joel Sartore para a National Geographic

18 de outubro até 29 de abril

Galeria da Biodiversidade do Centro Ciência Viva

Da rede Museu de História Natural da Universidade do Porto

Casa Andresen – Jardim Botânico

Rua do Campo Alegre, 1191

4150-173 Porto

Tel: 933 086 492

 

Horários e preços aqui