CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Yellow Boat, uma espécie de porto sentido

Yellow Boat
Par João GALVÃO Il y a 3 ans
Catégories :
Turismo Portugal

Abriu em 2011 com intenções apenas náuticas, mas o mar foi mais largo para a Yellow Boat do Porto

 

Alberto Van Zeller é o dono da Yellow Boat, uma loja incontornável quando se visita o Porto e queremos ver mais coisas que os Clérigos. Pessoalmente sempre achei que o Porto era melhor cenário para o vintage do que Lisboa; Lisboa é uma amálgama onde cabe tudo e o Porto, como todas as segundas cidades, porque mais pequeno e intimista, sempre me pareceu mais afável e acolhedor, como é o vintage afinal. E vintage também se diz do Vinho do Porto, há lá coisa mais afável e acolhedora.

  

Porque abriu a Yellow Boat?

O gosto pela decoração fez com que houvesse uma necessidade/vontade de criar um espaço onde as pessoas pudessem encontrar peças únicas, de fabricantes nacionais e estrangeiros, por vezes até mesmo criações minhas onde aliava design à reciclagem de alguns objetos, fundindo igualmente, numa peça só diferentes culturas e estilos.

Qual o conceito do espaço?

A The Yellow Boat  Store é uma loja que abriu portas em 2011. No início pretendia-se criar um espaço onde pudessem ser encontradas peças de decoração e mobiliário ligadas ao mar oriundas de locais exóticos como Bali e Turquia e, neste momento, sendo a sua área de atuação bem mais abrangente, gostamos de a apresentar como sendo uma concept store onde se encontram, juntamente com as peças vintage de decoração, mobiliário e peças de decoração idealizadas e realizadas por nós, caixas de luz, iluminação, vestuário, acessórios, presentes e gadgets, estando cada vez mais a crescer o enfoque nos produtos nacionais.

 

De que marcas internacionais se orgulha de vender?

Seletti, Veja-store, Pantone, Paez, Brava Fabrics, Izipizi, Nooz, Ese o Esse, Serax, Jimmy Lion, Paddywax e Lego.

 

Para além destas, tem artigos vintage. Como lhe chegam?

Sim temos, chegam até nós através de uma profunda pesquisa de campo em lojas e leilões e por vezes também através da Internet. Já começamos a ter peso nesse ramo e começamos a ser igualmente procurados por clientes e colecionadores que pretendem vender e comprar as peças aqui na loja.

Uma casa à moda tem que ter obrigatoriamente o quê na decoração?

Expressão curiosa esta de “uma casa à moda”. Se entendermos a palavra moda como nos sentirmos bem connosco próprios quer na nossa forma de vestir, quer nos nossos comportamentos, quer, no caso em apreço, a nossa casa tem que se identificar com o nosso estado de espírito e de ser. Se isto for considerado estar à moda, então as minhas casas, as minhas lojas têm que nos causar vibrações positivas, ser provocadoras e possuir elementos diferenciadores que enquadrados criem um fio condutor de bem estar e de boas sensações.

 

Mais info em http://www.theyellowboatstore.com