CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER

O Winebar do Castelo tem vinhos para todos os gostos

Winebar do Castelo
Posté par Joana CIDADES Il y a 1 Semaine

Se quer descobrir vinhos portugueses, visite o Winebar do Castelo, em Lisboa

Num ponto turístico importante em Lisboa, o Winebar do Castelo recebe clientes muito diferentes para uma experiência vinícola muito singular. Nuno Santos, um dos fundadores do Winebar, abre-nos a porta ainda antes de chegarem os primeiros clientes para nos falar deste projecto.

 

Com a missão de apresentar o melhor produto e o que agrada a quem visita o bar, “funcionamos com aquilo que o cliente gosta”, diz Nuno, apresentando uma carta variada e que surpreende tanto os mais conhecedores como quem pouco entende de vinhos. Aqui, pode escolher-se de entra cerca de 150 vinhos a copo, com origens e tipos diversificados, ou pedir uma de 200 garrafas.

Winebar do Castelo Lisboa

A ideia e a vontade surgiram alguns anos antes, quando se apercebeu da potencialidade de um espaço assim. Depois de trabalhar com venda de vinhos noutros locais, nomeadamente a Mercearia Manuel Tavares na Baixa de Lisboa e o Bar do Binho em Sintra, Nuno decidiu abrir o seu próprio espaço na capital portuguesa.

 

Desde 2011 que Nuno gere o Winebar do Castelo, em Lisboa, com o mesmo conceito originário

“muitos vinhos a copo, produtos regionais e um serviço personalizado”

Após alguns ajustes de horário, o bar abre pelas 13h e recebe clientes às 22h – para respeitar o conceito, o espaço fecha mais tarde, quando os últimos clientes saem.

 

Da conversa para a mesa

O que mais se destaca no Winebar do Castelo é o serviço personalizado prestado a cada cliente logo que este se senta. De modo a descobrir o melhor vinho para cada pessoa, são feitas logo de início algumas perguntas relevantes ao cliente: “como é que gostam dos vinhos, genericamente, e quanto é que querem gastar”. Assim são servidos vinhos que se adequem ao que o cliente procura.

 

Aqui, tudo é estudado para que o vinho seja degustado da melhor forma. Os copos assumem um papel muito relevante, como nos explica Nuno com um autêntico workshop no local: o formato, desde a base, pega e abertura, influenciam a temperatura, a direcção que o vinho toma na boca e as papilas que o degustam. São “regras de etiqueta” sempre respeitadas no Winebar do Castelo.

Winebar do Castelo Lisboa

Tudo importa para que se ofereça a melhor experiência no bar e que “99% das vezes funciona”, revela Nuno, porque os funcionários conhecem os seus produtos e apresentam aqueles “que vão ao encontro do gosto particular”. Depois de seleccionar vinhos consoante as respostas, Nuno leva até ao cliente várias opções que o cliente degusta até encontrar o que mais aprecia, escolhendo de entre uma vasta oferta de vinhos do Norte ao Sul de Portugal. E, no fim, apenas paga o copo que consome.

 

Mesmo para quem não aprecia vinhos ou não tem um grande conhecimento de causa, a experiência pode ser bem interessante: não há nada como descobrir de uma só vez diferentes sabores e aromas, marcas e produtoras, para ficarmos a conhecer um mundo tão vasto.

 

Petiscos bem saborosos

Para acompanhar o copo de vinho, há diversos produtos como queijos e enchidos ibéricos à escolha no Winebar do Castelo. Não apresentando pratos como num restaurante, a oferta não peca nem em quantidade nem em qualidade. Nuno conta que, de modo a apresentar os produtos mais frescos, “trabalhamos com o que há no mercado”. A sazonalidade influencia a oferta no espaço, porque “não se tem queijo da Serra ou queijo de Serpa o ano todo, pelo menos nas condições que nós queremos”, afirma Nuno. A tábua mista é a opção mais pedida por oferecer diferentes produtos, que variam consoante a época mas tamém o gosto do cliente – queijos há muitos e cada pessoa tem um gosto particular.

Winebar do Castelo Lisboa

Balançando o cenário...

Sete anos depois, mesmo com o turismo em expansão em Lisboa o bar não perdeu qualidades e “o serviço é exactamente igual e as pessoas felicitam-nos por isso”. O foco continua a ser proporcionar uma experiência singular a cada cliente, atendendo aos seus gostos pessoais e apresentando “os melhores vinhos de Portugal”. O feedback positivo é constante e até há clientes estrangeiros que regressam várias vezes.

 

Os conselhos finais de Nuno? “Aconselho a que percebam um bocadinho de vinho, a não trazerem perfume, a que venham com uma mente aberta, que queiram saber e que queiram provar”. Visite este bar a dois passos do Castelo de São Jorge, reserve se achar necessário, e aproveite a vista fantástica sobre Lisboa que o caminho até lá oferece.

 

 

Descubra mais sobre o Winebar do Castelo aqui.

Joana CIDADES
Joana CIDADES