CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Fantasporto 2018, o festival dos sustos

Fantasporto 2018
Par João GALVÃO Il y a 3 ans
Catégories :
Turismo PortugalPorto

A 38ª edição do Fantasporto traz 102 filmes inéditos para ver no Rivoli do Porto

 

O festival Fantasporto é já uma referência internacional quando se fala de cinema fantástico e de terror. É antes do mais a grande oportunidade que o público aficionado ao tema tem para descobrir os filmes mais marcantes de 2017 e 2018.

 

Nesta edição, que decorre entre 20 de fevereiro e 4 de março, inscreveram-se 609 filmes oriundos de 60 países, sendo esta a prova (se fora precisa alguma) da projecção que o Fantasporto tem no estrangeiro.

O cartaz deste ano

 

Este reconhecimento tem sido nos últimos anos exponencial: até 2013 a média de países participantes era de cerca de 20 por ano. Não são de menosprezar os benefícios que o Festival traz para a cidade e para o país, não apenas de modo direto, atraindo visitas, mas também indiretamente, de tantas formas. Logo à cabeça, a presença assídua e larga em vários media internacionais, surgindo como um dos dois melhores festivais mundiais na vertente do Fantástico, um dos dez mais importantes do cinema independente ou um dos maiores festivais do mundo, como o definiu a revista Variety, a bíblia do cinéfilo.

Ilawood The Water Spirit, por Dan Villegas, da Filipinas, International Premiere

 

A seleção para este ano resultou assim em 102 fitas, inéditas, a maioria com Antestreia Mundial, Antestreia Europeia e Antestreia Internacional, oriundas tanto de grandes companhias de produção mundiais como realizações da produção dita independente.

 

De sessenta países dos quatro cantos do mundo, de origens tão díspares e longínquas como o Bangladesh, a Argentina, o Cambodja, o Quirguistão, a Austrália ou o Iraque, os mais de 600 filmes reduziram-se a 102, num esforço de visionamento que demorou meses, para escolher o que melhor do mundo se tem feito em curtas e longas metragens.

The Challenge of the Lady Ninja, por Lee Tso-Nam, de Taiwan, no eixo Taiwan B Movies

 

Como sempre, haverá muitos convidados estrangeiros que estarão disponíveis para conversas no fim da exibição dos seus filmes, ou em encontros especiais onde se discutirá o cinema dos dias que correm com os espectadores e cinéfilos que ocorrem ao Fantasporto. 

Still Born, por Brandon Christensen, do Canadá, Antestreia Europeia

 

Da seleção do Fantas, nós fazemos a nossa, as fitas que não queremos mesmo perder:

  • “A Comedia Divina”, do Brasil, com toda a graça tropical possível e com orçamento de super-produção (da Globo, que mais se pode dizer?), uma história passada entre Deus (uma mulher negra e divertida, interpretada pela fabulosa Zézé Mota) e um Diabo desesperadamente à procura de clientes. International Premiere.

  • “Al Asleyeen” é uma super-produção egípcia com um tema inesperado vindo de um pais árabe. Numa sociedade tecnológica, onde o telemóvel e a vigilância adquirem uma importância enorme, um bancário despedido acaba de ser obrigado a fazer o que não quer. Fábula politica e drama humano numa extraordinária cheia de atualidade. Antestreia Mundial.

  • “True Fiction”, onde um jovem tem aspirações ao poder sob a proteção de um poderoso senador. Um filme coreano com argumento pleno de surpresas que questiona o poder absoluto dos políticos, as suas prepotências e traições. Antestreia Mundial.

 

Os bilhetes, vendidos online, custam 5 euros, ou dois bilhetes por 8 euros. Um passe para os 102 filmes custa 100 euros, é fácil fazer a conta e constatar que cada fita fica a menos que 1 euro.

 

Mais info aqui.

 

 

Imagens cedidas pelo Fantasporto