CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Lisboa Electronica Musiculture no LX Factory e no Ministerium

LEM 2018
Par João GALVÃO Il y a 3 ans

Na sua segunda edição o Lisboa Electronica – Musiculture é já uma referência incontornável nos festivais do género electrónico à escala global

 

Muito devido ao conceito, às escolhas de cartaz e ao enquadramento ímpar no contexto urbano, o Lisboa Electronica – Musiculture foi nomeado logo na sua primeira edição, em 2017, para os prémios “Best New Festival”, “Best Indoor Festival” e “Best Cultural Programme” pelo Iberian Festival Awards.

 

Entre 4 e 7 de abril, num programa distribuído entre o LX Factory e o Ministerium Club, serão 65 os artistas convidados – entre eles Nina Kraviz, Actress, Oscar Mulero, Legowelt, Raresh, Fumiya Tanaka ou Helena Hauff – a atuar em formato DJ set e live-acts nos 26 showcases de editoras nacionais e internacionais.

Da esquerda para a direita, Fumiya Tanaka, Legowelt e Lewis Fautzi

 

À imagem do que aconteceu na primeira edição, o Lisboa Electronica continua a apostar na estreita relação com as editoras nacionais e internacionais e na promoção e partilha de conhecimento. Com este pano de fundo, o festival arranca, nos dias 4 e 5 de abril, com um programa de conferencias e workshops no Ministerium Club.

 

No dia 5, também no Ministerium, a atuação audiovisual de Actress, os dj sets de Helena Hauff, Baby Ford e Alex Celler dão início à fase musical do festival.

Nos dias 6 e 7 de abril o LX Factory recebe a programação do festival, distribuída por 4 salas. No dia 6 o cartaz destaca as atuações de Nina Kraviz, Raresh, Sonja Moonear, Altitude e Vera. No sábado, dia 7, brilham o live-act de Legowelt, os DJ sets de Oscar Mulero, Lewis Fautzi, Fumiya Tanaka e tINI.

Serge 

 

A decorrer ao mesmo tempo e no mesmo espaço, o showcase de editoras é o formato ideal para a promoção e divulgação de projetos nacionais de música electrónica como a Assemble Music, Bloop Records, Carpet&Snares, Flow Records, Groovement, Interzona13, Ministerium Records, Padre Himalaya, Pandilla Ltd e Shift Imprint.

Da esquerda para a direita, Sonja Moonear, Nina Kraviz e tINI

 

Uma das novidades a pensar no visitante é o facto desta ser uma edição cashless, sendo apenas possível consumir através de um carregamento de pulseira e leitura da mesma. Para tornar o carregamento da pulseira ainda mais rápido e simples, o MBWAY entra no festival como parceiro tecnológico, que à semelhança do festival Lisb-On #JardimSonoro, permitirá a todos que carreguem a sua pulseira sem sair da pista de dança.

 

O conceito e o goodwill da da primeira edição do festival passou fronteiras e nesta segunda edição a BE-AT.TV assume-se como Media Partner e vai assegurar o streaming de vídeo de um dos 4 palcos nos dias 5, 6 e 7 de abril. A plataforma BE-AT.TV, criada em 2008, tornou-se no maior meio de streaming de eventos de música no mundo  e conta já com mais de 800 mil seguidores no Facebook.

Vera

 

O Lisboa Electronica Musiculture incluirá no seu programa um conjunto de conferências dedicadas às temáticas do sector, que terão como objetivo a partilha de conhecimento e o desenvolvimento da indústria da música electrónica, nacional e internacional. O festival dedicará ainda espaços dedicados à vertente prática, através da realização de workshops de produção, gestão de editoras e outros temas relevantes para esta indústria em concreto.

 

Mais info aqui.

 

 

Imagens cedidas pela organização