CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Cine Society chega a Cascais

Cine Society
Par João GALVÃO Il y a 3 ans

Depois do sucesso no Topo Chiado, o melhor cinema ao ar livre chega ao Hotel Baía de Cascais

 

Melhor cinema não só pela escolha das fitas; melhor também e especialmente pela locação, no terraço do Hotel Baía, pelo conforto, pelas vistas e pela brisa atlântica.

 

No ano passado foi o Topo Chiado a plateia ao ar livre escolhida por Chris Wood e Philip Ilic para o Cine Society, a ‘sala’ lisboeta de cinema ao ar livre.

 

 

O Cine Society, a nova 'sala' de cinema de Cascais, no terraço do Hotel Baía

 

O conceito chega agora a Cascais, e a plateia escolhida é o terraço do icónico Hotel Baía, com o mar ao lado. Tanto no Chiado como em Cascais o line-up promete ser excelente e muito: a organização subiu as apresentações em 300%, passando de uma para três as apresentações semanais, de terça a quinta-feira.

 

Como é hábito, bom hábito, haverá comida e bebida a acompanhar as fitas, e promessas de gloriosos pores-do-sol em ambos os espaços.

 

 

Para além das cadeiras espreguiçadeiras de deck, para proteger as costas da aragem, o Cine Society de Cascais oferece sofás

 

Às quartas e quintas-feiras é no Topo do Chiado que o Cine Society recebe, com a cidade de Lisboa como grande cenário, e as fitas de terça-feira passam no terraço do Hotel Baía. Tanto num como noutro os filmes começam com o pôr-do-sol, aproximadamente pelas 21h00, e ambos os espaços encerram à meia-noite. 

 

O Cine Society abre a temporada no 1º de maio e leva-a até 31 de outubro, o período das noites mornas garantidas. Tanto o Topo Chiado como o espaço no Hotel Baía comportam 95 lugares, e não são muitos para a procura. 

 

 

Cadeiras espreguiçadeiras, auscultadores e snacks, que mais precisa um cinéfilo para ser feliz?

 

A ideia de um cinema ao ar livre surgiu quando dois amigos, Chris Wood e Philip Ilic, organizavam sessões de cinema nas suas casas todas as semanas. À medida que os amigos convidavam amigos, depressa se aperceberam do interesse das pessoas e, alguns meses depois, nasceu o Cine Society  com uma edição completamente esgotada em 2017.

 

Para além do novo espaço em Cascais e do acréscimo de fitas a exibir há mais novidades: ambos os locais terão disponíveis menus, cocktails e bebidas desenhados em função da fita projetada. Pode encomendar a sua escolha, e ela ser-lhe-á entregue, no seu lugar, durante o filme. No Topo Chiado será criado mais um posto de bar, pois a organização concluiu que as filas eram muito longas e as pessoas esperavam demasiado tempo. Continuam a ser usados, como no ano passado, auscultadores individuais para que o ruído da rua não interfira com o som da fita.

 

 

A nova plateia do Cine Society, com vista para a baía

 

O line-up de 2018 foi como sempre cuidadosamente escolhido pelos fundadores, que selecionaram alguns dos melhores filmes dos realizadores mais talentosos do mundo. Nós já passámos marcador fluorescente na lista e destacamos, por exemplo, a estreia dia 1 de maio do terraço do Hotel Baía como ‘sala’ Cine Society com o filme “Midnight in Paris” de Woody Allen, ou os melhores de Wes Anderson, como o “The Darjeeling Limited”, a 7 de agosto em Cascais, ou o “The Grand Budapest Hotel” a 23 de outubro, também no Hotel Baía.

 

 

O Topo Chiado, a primeira 'sala' do Cine Society aberta no ano passado e que este ano continua em função

 

Os bilhetes custam 12 euros e podem ser comprados no site cinesociety.pt. Também estarão disponíveis in loco, se houver ainda à altura lugares disponíveis, mas não confie muito que assim seja; no ano passado todos os bilhetes se venderam antes do dia de projeção.

 

Para saber toda a lista de filmes e tudo o resto vá aqui

 

 

Imagens cedidas pela organização