CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

PO.RO.S em Condeixa: uma nova museologia

PO.RO.S
Par João GALVÃO Il y a 3 ans

Caminhar entre legionários, ou entrar na cozinha de uma domus, no museu PO.RO.S em Condeixa é mesmo como estar lá.

 

Sempre que se visita um sítio histórico muito muito antigo, só temos vontade de que a RTP 2 passe um documentário sobre ele, que nos ajude a visualizar com animação 3D como era o resto daquela povoação de só vimos praticamente o chão, a parte subterrânea e o pouco mais acima das fundações. 

 

Conímbriga é um destes sítios. Como hoje ainda, Aeminium, a atual Coimbra, ficava a meio caminho entre duas fortes presenças romanas na Península, Olisipo e Bracara Augusta, ou seja Lisboa e Braga. Se Coimbra cobriu Aemonium, nada cobriu Conímbriga, onde podemos encontrar ainda belos mosaicos romanos, praças e ruínas de habitações. Conhecer o Portugal Romano obriga a uma visita a Conímbriga, que, apesar de excelentemente preservada, é afinal uma ruína, um esboço incompleto do teria sido há mais de 2.000 anos atrás. 

O novo espaço PO.RO.S, em Condeixa-a-Nova, na antiga Quinta de São Tomé.

 

Se saiu de Conímbriga cheio de sonhos de como seria o resto da arquitetura, e mais, da vida e do quotidiano romanos, tem que passar a seguir pelo PO.RO.S, a apenas 2 km, em Condeixa-a-Nova.

PO.RO.S é a sigla para Portugal Romano em Sicó, um novo espaço cultural desenhado para explorar e potenciar um património histórico e cultural único, o legado de Roma.

É um percurso pelos mais diversos aspetos da vida quotidiana durante o Império Romano, desde a vida militar até à doméstica e cívica, a construção de cidades e a engenharia, a economia e as artes, as belas e as outras, as de ofício. 

Caminhar com legionários, um dos sonhos realizados graças ao virtualismo 3D do PO.RO.S. Imagem da visita virtual que pode encontrat no site do museu.

 

As novas tecnologias e um constante estímulo dos sentidos conferem à mostra um carácter vivo e dinâmico, capaz de aliar conhecimento ao entretenimento. A exposição pretende abarcar todo o processo da romanização da Lusitânia em geral, e do território de Sicó em particular, efetuando a maior viagem alguma vez feita pela Epopeia de Roma, transmitindo uma mensagem de aventura, conhecimento, construção e aquisição de novas experiências, saberes e ciência proporcionada pelo encontro de culturas. 

 

Diz Patrícia Ribeiro, arquiteta da Divisão de Planeamento Urbanístico da autarquia,  que “o projeto guia-se pela visão de uma estratégia de gestão de um espaço museológico e interpretativo dinâmico, interativo e educativo que permita a implementação  de medidas de salvaguarda e divulgação da Memória Histórica da Romanização”.

Os banhos públicos, novidade romana, são também ilustrados nos percursos interativos do PO.RO.S. Imagem da visita virtual que pode encontrat no site do museu.

 

O PO.RO.S ocupa uma belíssima casa antiga, o Palácio da Quinta de São Tomé, que há pouco tempo passou a integrar o património do município. Antes em avançado estado de degradação, foi necessário 1 milhão e meio de euros para o recuperar, mas tendo em conta que acolhe agora um projeto museológico tão relevante para a região, é uma despesa tornada verdadeiramente um investimento. A conversão em espaço museológico orçou em mais cerca de um milhão de euros. Os fundos comunitários comparticiparam tanto a recuperação do imóvel como em torná-lo museu em cerca de 80%.

A vida doméstica e privada tem também lugar no novo PO.RO.S. Imagem da visita virtual que pode encontrat no site do museu.

 

A visita virtual do site do PO.RO.S é tão boa e completa que quase dispensa a visita real. Espere, deixe-me reformular: a visita virtual do site é tão boa que somos imediatamente tentados a ir já para Condeixa. Veja-a aqui.

 

PO.RO.S – Museu Portugal Romano em Sicó

Quinta de São Tomé

Avenida Bombeiros Voluntários de Condeixa-a-Nova, nº41

3150-160 Condeixa-a-Nova

A cerca de duas horas de carro saindo de Lisboa

Telefone: 239 949 122

Preçário: Bilhete normal €5; júnior €3; estudantes e séniores €3,5

Entre abril e setembro: 10h00 – 19h00; outubro a março: 10h00 – 18h00.

Encerra às segundas.

 

Imagens cedidas pela instituição