CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Portugal pode receber um milhão de turistas chineses por ano

Turistas Chineses
Par Inês ALMEIDA Il y a 5 ans
Catégories :
Turismo Portugal

“Não há dúvida de que entramos no radar do investimento chinês”

 

De acordo com Jorge Torres-Pereira, embaixador português em Pequim, Portugal pode vir a ter como objetivo chegar a um milhão de turistas chineses por ano. A declaração do embaixador foi proferida no dia 25 de Julho, a poucas horas da partida do primeiro voo entre Pequim e Lisboa.

 

“Neste momento, estamos em 200 mil, se tivermos aumentos de 35% ao ano, podemos rapidamente ser ambiciosos”, explicou Jorge Torres-Pereira à Agência Lusa. O diplomata português falou a partir do Terminal 1 do Aeroporto Internacional de Pequim, de onde às 01h10 de quarta-feira (ou 18h10 de terça-feira em Lisboa) arrancou o primeiro voo entre a capitais da China e de Portugal.

 

A China é, atualmente, o maior emissor mundial de turistas, sendo que, de acordo com estatísticas oficiais, 135,1 milhões de chinses voaram para fora do país em 2016, o que corresponde a um aumento de 12,% face a 2015. A acompanhar este fluxo cresscente de turistas, o Turismo de Portugal tem, desde 2014, uma representação permanente em Xangai, o centro económico da China.

 

Portugal tem ainda nove centros de emissão de vistos na China, distribuídos por Pequim, Xangai, Hangzhou, Nanjing, Chengdu, Shenyang, Wuhan, Fuzhou e Cantão. Este voo, entre Pequim e Lisboa, vai acontecer três vezes por semana, à quarta-feira, sexta-feira e domingo, entre a cidade de Hangzhou, na costa leste da China, e Lisboa, com paragem em Pequim.

 

Apenas nas duas primeiras semanas, os voos que ligam Pequim a Lisboa já estão com uma ocupação média de 80%, enquanto entre Portugal e a China esta é de 62%, de acordo com a companhia aérea chinesa Capital Airlines. A companhia aérea também vai abrir um voo entre Macau e Pequim, que vai coincidir com a ligação a Lisboa, servindo os 15 mil portugueses que vivem no território que antigamente era administrado por Portugal.

 

O embaixador português em Pequim considera a ligação direta entre as capitais “importante para manter a dinâmica de uma relação bilateral que está efectivamente em expansão”, destacando a importância do voo na ligação entre a China e os países de língua portuguesa em África e no Brasil. Jorge Torres-Pereira também sublinhou o aumento dos investimentos chineses em Portugal, que passaram de “dezenas de milhões de euros para milhares de milhões de euros”.

 

Fonte: Observador