CONTACTO PORTUGAL COMPORTA ALGARVE INVESTIR VIVER
Igreja São Domingos

A beleza da Igreja de São Domingos escapou à tragédia

A Igreja de São Domingos sofreu um terramoto e um incêndio

A Igreja de São Domingos é uma igreja barroca situada no centro histórico de Lisboa, junto à Praça do Rossio. Esta igreja data do século XIII e tem a particularidade de já ter sido vítima por duas vezes de grandes catástrofes. A primeira no terramoto de 1755 e a segunda em 1954, quando um enorme incêndio deflagrou na igreja e destruiu a decoração em talha dourada e vários pinturas.

 

Esta igreja é famosa por albergar no seu interior parte do lenço da pastorinha Lúcia, assim como o terço da pastorinha Jacinta, usados por elas quando se deu o milagre do sol, a 13 de Maio de 1917. A primeira pedra da Igreja de São Domingos foi lançada no ano de 1241 sendo que, desde então, esta tem sofrido sucessivas campanhas de restauro e ampliação.

 

O estilo arquitetónico da Igreja de São Domingos é uma mescla dos diferentes períodos e influências que a moldaram, entre as quais em 1748, com a reforma implementada por Frederico Ludovice à capela-mor, assim como a posterior obra de reconstrução de Manuel Caetano Sousa e as obras de reconstrução que se deram após o grande incêndio de 1954. Dos vários elementos que a constituem sobressam os Maneiristas e Barrocos.

 

Depois do incêndio de 1954, o seu interior nunca foi totalmente restaurado, constituindo hoje uma visão impressionante. Esta igreja barroca encontra-se classificada como Monumento Nacional. Contém traços maneiristas, de nave única em cruz latina, transepto saliente, capela-mor rectangular, cripta circular, claustro e sacristia. O exterior caracteriza-se pela simplicidade de linhas e o interior é rico e eclético, destacando-se as suas colunas de grandes dimensões, os mármores e azulejos.

 

Igreja de São Domingos

A Igreja de São Domingos:

  • Acolhe diversos estilos arquitetónicos, especialmente o barroco e maneirista.

  • Ainda hoje tem patentes os estragos causados pelo terramoto de 1755 e o incêndio de 1954.

  • Localizada perto da Estação do Rossio, no Largo de São Domingos.

  • A visita ao interior da igreja é gratuita.

  • O largo em frente a esta igreja é um ponto de encontro da comunidade africana, pois supostamente a Igreja de São Domingos teve um padre negro.

  • No largo de São Domingos, onde se localiza esta igreja, fica A Ginjinha, uma taberna que data do ano de 1840 onde pode provar o célebre licor português.