CONTACTOPORTUGALCOMPORTAALGARVEINVESTIRVIVER

Falcoaria e Olaria Negra de Bisalhães eleitas Património da Humanidade

Património UNESCO
Par Joana CIDADES Il y a 2 ans
Catégories :
Cultura

As distinções valorizam o património e têm impacto ao nível do turismo

 

Portugal viu mais dois bens a serem consagrados como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o processo de confeção do barro preto de Bisalhães e a falcoaria portuguesa. Estes vêm juntar-se à lista que conta com o fado, a dieta mediterrânea, o cante alentejano e o processo de fabrico do chocalho.

 

 

O barro de Bisalhães integra a lista de Património Cultural Imaterial que necessita de salvaguarda urgente, devido ao escasso número de artesãos que ainda se dedicam a esta atividade, colocando-a em risco de extinção. Na lista de património material, Portugal conta com 15 locais e sítios monumentais, sítios arqueológicos ou paisagens humanizadas.

 

 

A loiça preta de Bisalhães, fabricada inicialmente essencialmente com fins utilitários e atualmente utilizada também para fins decorativos, é uma parte importante da identidade de uma pequena localidade. Quanto à falcoaria, foi originalmente um meio de obtenção de alimentos, no entanto esta prática tem evoluído ao longo do tempo e hoje é associada à conservação da natureza.

 

 

“O Governo vê as distinções com agrado e consciência da responsabilidade adicional que estas classificações trazem”, afirmou Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, à Lusa. O ministro defende que as autoridades devem tomar consciência da necessidade de preservar estas tradições e que, além de estas valorizarem o património, também têm um impacto ao nível do turismo.

 

Fonte: Sapo 24

Joana CIDADES Content Manager
Joana CIDADES Content Manager