CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Formosa é o espetáculo de dança que vai poder ver no CCB

Centro Cultural de Belém
By Inês ALMEIDA . 2 years
Categories :
Atividades Lisboa

“Este é, claramente, um trabalho de um mestre coreógrafo”, The Times

 

O Centro Cultural de Belém vai receber o espetáculo Formosa do grupo Cloud Gate Dance Theatre of Taiwan nos dias 7 e 8 de junho, às 21h00, no Grande Auditório. “Este é, claramente, um trabalho de um mestre coreógrafo. O balanço e o peso da coreografia de Lin, graciosamente gentil à superfície, mas construída sobre aço, são conduzidos pelo fôlego focado das artes marciais orientais, mas interpretados com a liberdade da dança ocidental contemporânea.”, considera o The Times.

 

No século XVI, olhando para fora do convés dos navios, ao largo da costa da China, marinheiros portugueses viram uma grande massa verde espessa, com montanhas e árvores, erguendo-se do mar. «Formosa!» – exclamaram – «linda!» – ungindo o lugar verde que viria a ser conhecido como Taiwan.


Neste seu novo trabalho, o coreógrafo Lin Hwai-min e o seu Cloud Gate Dance Theatre of Taiwan, partem dessa apreciação como inspiração para o seu próprio trabalho de beleza abstrata, nascido da terra e da tradição.


Usando o gesto, o guião, a música e outros elementos da ilha como matéria-prima, Lin e os seus bailarinos criam uma esfera brilhante e transfigurada, na qual apenas o universal permanece – um parque infantil de amor e de vida, mediado por tragédia, esperança e renascimento. Música gravada pelo premiado cantor indígena Sangpuy serve como banda sonora à dança dos bailarinos. Com uma graça incomparável, eles misturam-se em intimidades de comunidade, fazendo o ritual tribal e a agitação urbana parecerem ser um só.

 

Cloud Gate é o nome da dança mais antiga conhecida na China. Em 1973, o coreógrafo Lin Hwai-min adotou este nome para a primeira companhia de dança contemporânea na grande comunidade de língua chinesa. Os 24 bailarinos que a compõem recebem treino em várias áreas: meditação; Qi Gong, um exercício antigo de respiração; artes marciais internas; dança contemporânea; ballet; e caligrafia. Através das coreografias de Lin Hwai-min, a companhia transforma a estética antiga numa celebração emocionante e moderna do movimento.

 

 

Fonte: Centro Cultural de Belém (CCB)