CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

My Lisboa com a publicitária Catarina Henriques

My Lisboa | Catarina Henriques
Par Inês ALMEIDA Il y a 4 ans
Catégories :
My Lisboa

“Há sempre recantos por descobrir, surpresas pitorescas ao virar de cada esquina. Lisboa é um quadro vivo!”
 

Porquê Lisboa, para si?


Lisboa é única! Apesar de ser alfacinha de gema, sinto-me sempre turista na minha cidade. Há sempre recantos por descobrir, surpresas pitorescas ao virar de cada esquina. Lisboa é um quadro vivo!
Às vezes gosto de ficar quieta no alto de uma rua qualquer e fitar o Tejo emoldurado pelos prédios da cidade. É a minha Lisboa. heart
 

 

Miradouro de Lisboa

Vista para o Tejo e casario de Lisboa

 

 

O que é que marca a diferença na capital?


A luz! Pode parecer cliché mas não é. A luz de Lisboa é diferente, tem um brilho especial que recorta a paisagem e dá um charme muito próprio a Lisboa. É mesmo verdade.
As ruas falam connosco. Há vida nas calçadas, os passeios contam histórias, as pessoas marcadas por passados vincados, a narrativa da cidade... Ninguém fica indiferente.
 

 

Qual foi a última descoberta que fez em Lisboa?


A Cinemateca Portuguesa. Um oásis de paz e joie de vivre, onde se respira Cinema, com uma esplanada onde podemos derreter numa tarde soalheira. Recomendo.
 

 

Qual é o seu restaurante favorito?


Escolher apenas um é uma violência para mim. Mas um dos meus preferidos é na Av. Da Liberdade. Cada vez que lá vou fico ao RUBRO!
Já adivinharam qual é?...

 

Rubro

Restaurante Rubro

 

 

Quando precisa de um lugar para relaxar na cidade, onde pára?


Prefiro a agitação ao sossego, mas quando quero relaxar gosto de caminhar sem destino, palmilhar para purgar, avenida fora, e costumo desaguar no Cais do Sodré.
 

 

Qual é o segredo mais bem guardado de Lisboa?


Uma das relíquias mais preciosas para mim é o Reservatório da Patriarcal, instalado no subsolo do jardim do Príncipe Real. É uma descoberta verdadeiramente mágica!
 

 

Reservatório da Patriarcal

Reservatório da Patriarcal

 

 

Onde é que não resiste a fazer umas compras?


O belo Chiado.

 

 

Se tivesse de recomendar um espaço de cultura na cidade... qual seria?

 

Fundação Calouste Gulbenkian. Outra pérola da cidade. Junta o melhor dos dois mundos: Natureza e cultura.


 

Fundação Calouste Gulbenkian

Jardins da Fundação Calouste Gulbenkian

 

 

Descreva Lisboa numa única palavra...


Encantadora.
 

 

Dê-nos uma ideia para Lisboa...


Teatro de rua. Acho que caiu em desuso e talvez fosse uma forma de reaproximar o público do Teatro. Por mim falo!

 

 

Catarina Henriques

 

 

Quem é Catarina Henriques?

 

KATARI é Catarina Henriques ou Catarina Eu Fêmea, como gosta de se imaginar. Copy de profissão, baterista de coração. Uma rapariga regular com alguns picos de emoção às sextas-feiras. Mulher de palavras afiadas e baquetas em riste. Miúda singela que se auto-explica em formato poema:

 

Eu tenho dois amores as palavras e os tambores

Às vezes penso com a tola outras vezes com a tarola

A minha arma é a baqueta mas também mato com a caneta

No meio está uma virtude qualquer que faz ressalto nesta mulher

Sou pessoa batente escrita em tinta permanente

Faço do bombo coração e se não bato com o pé, saio fora de mão

Para mim parar de escrever é parar de bater e parar de bater é parar de viver, e parar de viver é parar de viver.

K.

 

 

Onde a encontra?

 

Facebook: facebook.com/katari.ch

Instagram: instagram.com/katariheavymachinery/