CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Portugal é um dos 10 melhores países no turismo de negócios

Turismo de Negócios
By Inês ALMEIDA . 4 years
Categories :
Turismo Portugal

Lisboa encontra-se no 9.º lugar no que toca ao turismo de negócios

 

Portugal já faz parte do top 10 do ranking mundial dos destinos mais procurados aquando da realização de congressos, conferências e eventos internacionais. A ascensão portuguesa foi a única novidade dos dez primeiros lugares do ranking da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA na sigla inglesa), liderada pelos Estados Unidos, em 2016.

 

A subida do 12.º lugar para o 10.º, que Portugal ocupa juntamente com o Canadá, coloca o país à frente de outros destinos como a Áustria, Coreia do Sul, Suécia, Brasil e Austrália, no que concerne ao turismo de negócios. Dois em cada três negócios (73%) realizados em Portugal tiveram lugar em Lisboa ou no Porto, com ambas as cidades a superarem concorrentes como Munique, São Paulo, Nova Iorque ou Milão. Paris substituiu Berlim no primeiro lugar da lista.

 

Lisboa manteve o 9.º lugar, continuando a ser a cidade portuguesa mais bem posicionada, dominando quase metade (48%) do total destes eventos em terras lusas. No entanto, a cidade que registou a maior subida foi o Porto nas 50 localizações preferidas a nível mundial, ao subir 11 lugares até à 31.ª posição. Coimbra, Guimarães, Cascais, Braga e Aveiro também estão presentes no ranking de 2016, que referencia apenas as cidades que acolheram mais de cinco eventos no ano que passou.

 

Os destinos MICE ("meetings, incentives, conferences e exhibitions") permitem combater algum efeito de sazonalidade, sendo que a maior acontece entre Outubro e Março. Lisboa e Porto estão a reforçar as suas infra-estruturas para aumentar as condições de atractividade. Lisboa quer avançar com um novo centro de congressos. No Porto, o Palácio de Cristal vai ser transformado em recinto para eventos, além de estar a aumentar a capacidade hoteleira, o que corresponde a mais alojamento e salas de reuniões.

 

Apesar de apenas cobrir uma fatia do mercado, o relatório da Associação Internacional de Congressos e Convenções serve como referência para toda a indústria de eventos. As 287 iniciativas contabilizadas em Portugal só se referem a encontros organizados por associações, realizados numa base regular, com um mínimo de 50 delegados e que já tenham passado rotativamente por, pelo menos, três países.

 

 

Fonte: Jornal de Negócios