CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Madonna é a nova exposição do Museu Nacional de Arte Antiga

Madonna no MNAA
Par Inês ALMEIDA Il y a 2 ans
Catégories :
Atividades Lisboa

A mais recente exposição do Museu Nacional de Arte Antiga vem do Vaticano

 

O timing não podia ser mais adequado. No ano em que se celebra o centenário das Aparições de Fátima, o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, decidiu organizar uma exposição dedicada à representação da Virgem Maria. Madonna – Tesouros dos Museus do Vaticano reúne 73 peças provenientes, na sua maioria, das coleções de arte do Vaticano.

 

Este é um projeto ambicioso, pois é raro conseguir organizar uma exposição realizada em parceria com um dos museus mais reservados do mundo. Esta teve a curadoria de Alessandra Rodolfo, dos Museus do Vaticano, e de José Alberto Seabra Carvalho, diretor-adjunto do MNAA. As obras vieram diretamente do Vaticano e aterraram na Rua das Janelas Verdes.

 

As peças em exposição fazem parte das coleções de reserva dos Museus do Vaticano, sendo que a maioria delas nunca saiu de Roma. Além destas, a exposição inclui também duas obras das galerias Borghese (de Venusti e Salvi), um dos mais proeminentes museus de Roma, e Corsini (de Gentileschi e van Dyck), assim como um conjunto importante de peças provenientes de coleções portuguesas.

 

O objetivo da mostra passa por “mostrar um acervo de obras italianas, ou de origem italiana, que não são comuns nas nossas coleções, quer públicas quer privadas”, explicou José Alberto Seabra Carvalho ao Observador durante a visita guiada à exposição.

 

As peças são de diferentes tipologias, em que se incluem pintura, escultura, tapeçaria e iluminura, e têm sempre a Virgem Maria como tema central. Estas vão desde a antiguidade tardia ao barroco, exceptuando o quadro O Crucifixo (entre Deus e o Diabo), de Marc Chagall, realizado no século XX. A pintura é a única da coleção de arte contemporânea do Vaticano dedicada à mãe de Jesus.

 

As peças mais antigas de Madonna datam do século III. Nessa época, o culto a Maria ainda não era massificado, mas já era popular entre as primeiras comunidades cristãs. Nesta mostra também pode ver uma cópia da famosa Pietá, de Miguel Ângelo, feita nos anos 70. Pode ver também a parte de baixo de um retábulo grande da autoria de Rafael e um esboço de Leonardo da Vinci, que faz parte da coleção da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

 

Esta exposição vai estar patente na Galeria de Exposições Temporárias do Museu Nacional de Arte Antiga até 10 de Setembro. Os bilhetes, apenas para esta exposição, custam 5 euros.

 

Fonte: Observador