CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

As delícias da L’Éclaire vão estar no Campo das Cebolas

 L’Éclaire
Par Inês ALMEIDA Il y a 3 ans

Há quem diga que a L’Éclaire serve os melhores éclaires de Lisboa

 

Éclair significa relâmpago em francês e, apesar de este fenómeno da natureza não parecer ter relação com os bolos, é à velocidade de um relâmpago que estes se devem comer. As pequenas delícias açucaradas têm um espaço dedicado a elas no Duque d’Ávila, no Saldanha, desde 2014, o L’Éclair. A partir de novembro também encontra esta casa no Campo das Cebolas, mais especificamente na Rua dos Bacalhoeiros. Os éclairs são iguais aos da casa-mãe, sendo que as criações de João Henriques, chef pasteleiro, são renovadas no outono-inverno e na primavera-verão.

 

O novo L’Éclair vai ser mais pequeno que o original e com maior ligação à rua. “Seja no Saldanha, aqui ou noutra loja, vamos ter sempre tudo igual”, explica Matthieu Croiger, o fundador do espaço, à revista Time Out. O número 113 da Rua dos Bacalhoeiros ainda se encontra em obras, mas a partir de novembro vai ser um espaço luminoso, convidando a ir buscar um éclair e comer enquanto explora a Baixa Pombalina.

 

Além dos éclairs, o novo espaço do Campo das Cebolas vai contar com duas peças de pastelaria diferentes a cada mês. “As pessoas têm ideia que nós só fazemos éclairs, mas fazemos todo o tipo de pastelaria e bolos, como os mil-folhas ou os éclairs gigantes, as pirâmides de éclairs, e estamos a desenvolver a carta dos salgados”, conta Matthieu Croiger, acrescentando que os gelados feitos para L’Éclair são um projeto em vista.

 

O objetivo do novo espaço é que a fachada da loja tenha uma ligação fácil à rua e que o parque de estacionamento subterrâneo da zona seja uma solução para a falta de lugares e que permita entrar, pegar um éclair e seguir caminho. Matthieu Croiger tem ideia de continuar a expansão da L’Éclair, mas não quer que esta aconteça de forma demasiado rápida ou massiva. Por agora abriram a primeira fábrica em Sete Rios, que serve a loja do Duque d’Ávila, o balcão do Time Out Market – Mercado da Ribeira e, a partir de novembro, o novo espaço da Rua dos Bacalhoeiros.

 

 

Fonte: Time Out