CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Cabeça, o Natal em xisto

Aldeia da Cabeça
By João GALVÃO . 3 years
Categories :
Turismo Portugal

Quando o Pai Natal e os duendes precisarem, têm na aldeia de Cabeça um substituto para a Lapónia

 

Fica nas faldas da Serra da Estrela e é um sítio mágico, ao ponto de lhe chamarem Aldeia Natal: a Cabeça fica perto de Seia e é tão admirável pela ancestralidade como pela solução moderna, ecológica e contemporânea.

Ancestralidade porque é uma aldeia com apenas cerca de 200 habitantes fixos, toda em xisto, pedra mais linda e tão decorativa que todos os bons decoradores da atualidade não resistem a inclui-la em projetos para 2018.

A decoração de Natal da Cabeça é toda feita à base de materiais retirados (conscienciosamente) da Natureza que a rodeia: giestas, videiras e pinheiro naturais adornam e perfumam as ruas que todos somos convidados a visitar nesta e noutras quadras.

 

Contemporânea porque apesar de todo o layout fiel à tradição, de casa pequena, unifamiliar e construída na pedra da Serra - o xisto - é a primeira povoação portuguesa a ser designada como aldeia led, da luz inteligente e ecológica.

A decoração da aldeia é feita de forma comunitária (como tudo era feito antigamente, quando os habitantes das aldeias de todo o país partilhavam o uso do lagar ou do forno de pão). E é também de forma comunitária que os habitantes abrem as suas casas aos turistas que os visitam. É graças a este espírito que o Natal da Cabeça, a Aldeia Natal, tem visto ao longo dos anos as centenas de visitantes passarem a milhares, e a muitos milhares, num crescimento exponencial.

Os festejos começaram já no dia 16, e para sexta-feira, dia 22, pode contar com o Mercado de Natal, uma ação de reflorestação de medronheiros (maravilhosa árvore de onde se retiram os frutos que fazem uma das melhores aguardentes do mundo), e pelas 17h00 acender-se-ão as Luzes de Natal.

 

Até 1 de janeiro haverá programa variado, que inclui fogueira comunitária de Natal, oficina de pão no forno comunitário da aldeia, cantares tradicionais ou observação de estrelas com workshop de astrofotografia e passagem de ano tradicional. Para ficar a saber todo o programa clique aqui.

 

 

Crédito fotográfico: Pedro Ribeiro