CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Quem é Quem no Padrão de Lisboa?

Padrão dos Descobrimentos
By Carlos P . 1 year

Uma nau de pedra a rasgar o Tejo, recorda que Portugal esteve ao leme do mundo com Lisboa na proa. E quem são os 33 tripulantes dessa nau?

 

O Padrão dos Descobrimentos foi inventado para a Exposição do Mundo Português em 1940. O mote era “o sentido de partida contendo a gesta portuguesa rasgando o mar”. Nessa altura foi edificada uma construção escultórica efémera, moldada em gesso e estopa, com armação de madeira e ferro e uma leve estrutura em ferro e cimento. Os autores foram o arquiteto Cottinelli Telmo e o escultor Leopoldo de Almeida.

 

20 anos depois, em 1960, para celebrar os 500 anos da morte do Infante D.Henrique, o maior impulsionador dos descobrimentos, o Padrão é reconstruído duma forma definitiva – em betão, pedra e calcário. E já nos anos 80, os seus interiores são remodelados para se inaugurar enquanto Centro Cultural, com salas de exposições, autidório e miradouro.

 

Este símbolo de Lisboa e da partida dos portugueses para o Mundo impõem-se a quem chega à cidade de barco – firme e hirto, honra o Infante D.Henrique (ao centro, na proa e com 9m de altura), mas também perpetua 32 figuras cimeiras (7 m de altura cada uma) da cultura da época e do universo das descobertas – navegadores, cartógrafos, guerreiros, colonizadores, evangelizadores, cronistas e artistas

 

Do lado oeste:

Infante D. Fernando, filho de D. João I; rainha D. Filipa de Lencastre, mulher de D.João I e mãe dos Infantes; Fernão Mendes Pinto, escritor; Frei Gonçalo de Carvalho, dominicano; Frei Henrique de Coimbra, franciscano; Gil Eanes, navegador; Gomes Eanes de Zurara, cronista; Infante D. Pedro, filho de D. João I; Jácome de Maiorca, cosmógrafo; João Gonçalves Zarco, navegador; Luís Vaz de Camões, poeta; Nuno Gonçalves, pintor; Pedro Nunes, matemático; Pêro da Covilhã, viajante; Pêro de Alenquer, piloto e Pêro de Escobar, piloto.

A face oeste do Padrão

 

Do lado este:

Bartolomeu Dias, navegador; Cristóvão da Gama, capitão; Afonso de Albuquerque, governador; Afonso Gonçalves Baldaia, navegador; António de Abreu, navegador; o Rei D. Afonso V; Diogo Cão, navegador; Estevão da Gama, capitão; Fernão de Magalhães, navegador; Francisco Xavier, missionário; Gaspar Corte-Real, navegador; João de Barros, escritor; Martim Afonso de Sousa, navegador; Nicolau Coelho, navegador; Pedro Álvares Cabral, navegador e Vasco da Gama, navegador.

A face este do Padrão

 

Este monumento singular e raro pela particularidade de nele figurarem 33 personagens da história e da cultura dum país, merece ser conhecido, visitado e contemplado – de terra ou de mar.

Para saber mais sobre a história, a verdadeira posição de cada um dos ilustres e outras informações sobre o  Padrão dos Descobrimentos, recomendamos uma visita a http://www.padraodosdescobrimentos.pt/wp-content/uploads/Afc_PD_FolGeral520x1301.pdf