CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Turbulências, uma exposição a conhecer na Cordoaria Nacional

Turbulências
By Inês ALMEIDA . 3 years
Categories :
Atividades Lisboa

A Cordoaria Nacional recebe uma exposição que pretende levantar questões sobre o mundo em que vivemos

 

“Turbulências” é a nova exposição patente na Galeria Torreão Nascente da Cordoria Nacional, que vai poder ver até 3 de Dezembro. Esta mostra pretende levantar questões sobre o mundo em que vivemos, para provocar uma consciência crítica em relação ao nosso presente social, político e cultural. Contém mais de 40 obras de artistas como a iraniana Shirin Neshat, o mexicano Carlos Amorales, o venezuelano José António Hernández-Díez ou o albanês Adrian Paci.

 

Apresentação da exposição Turbulências:

 

“A arte levanta constantemente questões sobre o mundo em que vivemos e, nos tempos que correm, têm especial importância as obras capazes de provocar uma consciência crítica em relação ao nosso presente social, político e cultural. Esta exposição é composta por obras da coleção de arte contemporânea "la Caixa", que, nos últimos anos, tem vindo a adquirir obras de vários artistas de diferentes contextos geopolíticos dotados de uma grande capacidade para processar de forma estética a realidade em que vivemos.

 

Intitulada Turbulências, a exposição destaca a variedade de vozes poéticas e narrativas sobre um mundo que já não se compreende através de pontos de vista únicos ou dominantes. Também se faz eco da sensibilização da arte pela agitação que provocam as contradições da globalização, que, embora nos tenha ligado a todos, também agravou as desigualdades sociais, o populismo, o racismo e os movimentos migratórios massivos de um número crescente de pessoas desfavorecidas, que aspiram alcançar o modo de vida de bem-estar e consumo do Ocidente.

 

No entanto, as turbulências das últimas décadas não impedem que o mundo continue aberto à ligação coletiva, aos diálogos interculturais e à liberdade de expressão. Talvez a arte contribua para fortalecer laços e gerar uma maior consciência do ambiente social, conferindo-lhe uma outra visibilidade. O olhar crítico do artista é exercido através do simbólico, do imaginário e do poético, mas cabe-nos a nós, os espetadores das suas obras, atribuir um sentido ao seu trabalho e às suas reflexões.”

 

 

Endereço: Galeria Torreão Nascente da Cordoaria Nacional. Rua da Junqueira, 342

Telefone: (+351) 21 363 7635

Datas: de 8 de Setembro a 3 de dezembro

Horário: Ter-Dom 10.00-13.00 e 14.00-18.00

Preço: 2€