CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

CCB: “A Revolução Russa - 100 anos depois”

Revolução Russa CCB
By João GALVÃO . 3 years
Categories :
Últimas Notícias

Ame-se ou odeie-se: desde 14 de setembro até 19 de novembro tudo sobre a Revolução Russa, no CCB.

 

O programa abarca todas as formas de conhecer a Revolução que em 1917 derrubou a aristocracia russa e instalou no poder Lenine. Foi a segunda maior revolução dos tempos modernos desde a Revolução Francesa de 1789. Há mesmo quem a considere como o acontecimento mais importante do século XX, tendo inspirado, ou ensombrado, dezenas de estados e movimentos políticos nas décadas seguintes.

 

A 14 de setembro o ciclo abriu com a palestra “A Revolução Russa Acabou?”, por Stephen Lovell, professor de História Moderna no King’s College de Londres: “Hoje, 100 anos depois da invasão bolchevique em outubro de 1917 e 25 anos desde o desaparecimento do vasto estado ao qual deu origem, poderemos finalmente dizer que a Revolução Russa passou à história – um objeto de contemplação tranquila, em vez de um agente nos debates e conflitos do nosso mundo contemporâneo?”

A 26 de setembro José Fanha fará uma leitura encenada de poesia de Vladimir Maiakovski, poeta, dramaturgo e ensaísta russo. Maiakovski é um dos maiores poetas do século XX e foi à época, para além de militante bolchevista, um declamador intenso, que percorria a Rússia divulgando as suas ideias artísticas e politicas, utilizando uma linguagem que o aproximava das vanguardas futuristas.

 

José Pacheco Pereira, Raquel Varela, Rúben Carvalho e Jaime Nogueira Pinto, quatro personalidades políticas de cores distintas, analisam num debate a 23 de outubro os acontecimentos que levaram à Revolução Russa de 1917 e o impacto que os seus ideais tiveram na história da Europa.

 

No dia 29 de outubro haverá cinema, no Grande Auditório, com o filme “Ivan, O Terrível”, de Serguei Eisenstein. O filme, de 1944, conta a história de Ivan VI, que no século XVI se tornou Czar da Rússia, e de como se manteve no poder, apesar das tentativas de invasão externas e das traições vindas de dentro da sua própria aristocracia.

 

O ciclo fecha com chave de ouro, a 19 de novembro, com o concerto “Depois de Outubro”, pela Orquestra Sinfónica Metropolitana dirigida por Evgeny Bushkov, com Ana Pereira no violino solista. As obras são todas evocativas da Revolução de Outubro que mudaria para sempre o curso da história da Rússia e do Mundo: “Outubro”, op. 131 de Dmitri Schostakovich, o “Concerto nº2 para violino e orquestra, op.63” de Prokofiev, e a “Sinfonia nº12, op. 112, O Ano de 1917”, de Dmitri Schostakovich. A destacar especialmente as obras deste último, ainda hoje objeto de estudo por parte dos académicos em relação ao ‘ovo e galinha’ que é a questão da Arte ao serviço da Política versus a Política ao serviço da Arte.

 

Seja qual for a nossa cor política, 100 anos de solução política ainda relevante não é um aniversário qualquer.

 

Ciclo A Revolução Russa – 100 Anos Depois

14 de setembro a 19 de novembro

CCB, em Belém

 

Todo o programa em www.ccb.pt