CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Breve guia para bem pedir café em Lisboa

Café em Lisboa
Par João GALVÃO Il y a 3 ans
Catégories :
Viver em Lisboa

Não basta pedir “um café se faz favor”, em Lisboa tem que ser mais específico

 

A relação de Portugal, especialmente de Lisboa a Capital do Império, com o café, é antiga. Não foi o produto-estrela da colonização portuguesa – a produção do cafeeiro implica tempo, esforço e fidelidade – e os expansionistas portugueses preferiam arrebanhar o que estava mais à mão e/ou dava mais lucro imediato.

 

Mas de qualquer forma começou a fazer parte do quotidiano lisboeta há muito, e desta relação nasceram estas formas favoritas de por aqui ser bebido. Outras capitais podem ter os melhores museus ou lojas, mas, francamente, café bem servido é português.

 

A forma mais comum de beber café em Portugal é a bica, o expresso à italiana, uma medida de café para uma chávena pequena. Pode pedir uma bica pingada, a mesma quantidade de café numa chávena pequena, mas com algumas gotas de leite quente. Diz-se que acalma o rush provocado pela cafeína, mas sem anular o speed.

 

Se quiser apenas o rush e o speed, peça uma italiana ou curto, a mesma quantidade de café, mas metade da água. É um shot de energia e se despejar todo o pacote de açúcar, vai a correr do Rossio até ao Castelo.

 

Para um long drink coffee, peça um abatanado, o dobro da água e a mesma quantidade de café, servidos numa chávena tamanho chá. E claro, se lhe juntar um farrapo de Jameson e uma colher de natas adoçadas, vai obter o Irish Coffee perfeito. Juro.

 

A meia de leite é uma espécie de latte, se tivermos que buscar um equivalente internacional, também servido numa chávena de chá: duas medidas de leite para uma de café.

 

Para acompanhar uma torrada ou um pastel de bacalhau (não sei onde e como passou a noite anterior) peça um galão, o mesmo tipo de café anterior mas com muito mais leite, servido em copo alto desenhado de propósito para o efeito, para aconchegar o estômago e a alma.

 

Por fim, o garoto, uma espécie de café para iniciados ou velhinhas. Chama-se assim, garoto, the kid, porque era antigamente o café autorizado moralmente para crianças: um shot de leite quente com um farrapo de café. Quase se pode dizer que, hoje em dia e com alguma ironia, era o pequeno-almoço legalmente permitido para o pequeno operário fabril.