CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Monstra, o festival mais animado

Monstra 2018
Par João GALVÃO Il y a 3 ans

Entre os dias 8 e 18, um pouco por toda a cidade, regressa a Monstra, festival de animação de Lisboa

 

Neste ano em que celebra já 18 anos de vida, a Monstra presta homenagem especial ao cinema de animação da Estónia, apresentando cerca de 130 filmes originários deste país. A Estónia, que em 2018 celebra os 100 anos de independência do Império Russo, foi o primeiro país europeu a fazer filmes em estereoscopia e, por esse motivo, a MONSTRA programa uma sessão de curtas estereoscópicas e a longa “Lisa Limone e a Laranja Maroc, uma Rápida História de Amor”, de Mait Laas.

“The Breadwinners”, nomeado para os Óscares de 2018 como Melhor Filme de Animação, realizado por Nora Twomey

 

Nesta edição há 7 longas-metragens a concurso na competição internacional: “The Breadwinners”, nomeado para os Óscares de 2018 como Melhor Filme de Animação, realizado por Nora Twomey, uma estreia absoluta em Portugal; “Have a Nice Day”, do chinês Liu Jian, que tem sido alvo de censura no seu país; “Ethel & Ernest”, do britânico Roger Mainwood; “Gatta Cenenrentola”, filme italiano pelo grupo de I. Capiello, M. Guarnieri, A. Rak e D. Sansone; “Haeschenscule”, do alemão Ute von Münchw-Pohl; “The Oddsockatears”, da República Checa e realizado por Galina Miklinova e “A Silent Voice”, da jovem realizadora japonesa Naoko Yamada.

“Ethel & Ernest”, do britânico Roger Mainwood

 

Há 12 curtas portuguesas a concurso ao prémio Vasco Granja / SP Autores, e como é habitual a Monstra conta ainda com as secções de competição de Curtas-metragens, competição de Estudantes, competição Curtíssimas (filmes até 2 minutos), e a competição Monstrinha, a secção do festival dedicada ao público mais novo.

 “Gatta Cenenrentola”, filme italiano pelo grupo de I. Capiello, M. Guarnieri, A. Rak e D. Sansone

 

Incontornável num festival de animação é a presença japonesa: este ano o realizador Kunio Kato, ganhador de um Óscar em 2008 com a Melhor Curta-Metragem “A Casa dos Pequenos Cubos”, estará no festival com uma retrospetiva do seu trabalho e será prestada uma homenagem ao realizador Mamoru Hosoda, com a exibição de 4 longas-metragens. Por fim, o realizador Koji Yamamura, também oscarizado, apresenta em Lisboa uma retrospetiva dos seus filmes e dos seus alunos da Universidade de Tóquio no programa da Monstra Universitária.

“The Oddsockatears”, da República Checa e realizado por Galina Miklinova 

 

Grande destaque desta edição é a ante-estreia do filme “A Idade da Pedra”, Early Man, realizado por Nick Park e produzido pelos estúdios Aardman. O filme estreia já a dia 7, um dia antes da abertura da Monstra, e traz a Lisboa o português Emanuel Nevado, da equipa que animou o filme, e o próprio Nick Park, que dia 10 de março dará na Monstra uma masterclass e apresentará os seus filmes.

“A Silent Voice”, da jovem realizadora japonesa Naoko Yamada

 

A Monstra 2018 traz ainda filmes nas secções DokAnim (documentários de animação), o TerrorAnim (filmes de animação de terror), a Monstra Triple X (uma seleção de filmes sensuais para maiores de 18 anos) e ainda Cinema Experimental e ClipAnim, videoclips de animação, este ano selecionados pelo músico Filipe Raposo.

“Haeschenscule”, do alemão Ute von Münchw-Pohl

 

O preço normal dos bilhetes é 4 euros (€3.20 se na Cinemateca), mas pode ser reduzido em condições especiais. São vendidos na bilheteira de cada sala e estas são várias, um pouco por toda a cidade: a Cinemateca, o Cinema São Jorge, o City de Alvalade, o Cinema Ideal, o Museu da Marioneta, a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, a Escola Secundária Dom Dinis e a Fábrica do Braço de Prata.

 

Para saber mais sobre o festival e os locais da Monstra clique aqui.

 

 

Imagens facultadas pela organização