CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Em cada bairro se vive uma Lisboa diferente

Bairros Lisboa
Par Inês ALMEIDA Il y a 5 ans
Catégories :
Viver em Lisboa

O coração de Lisboa divide-se em vários bairros com ambientes distintos

 

 

A essência da cidade está nos seus bairros históricos, e nos recentes também, com identidades únicas e experiências diferenciadas para oferecer aos seus visitantes.

 

 

A questão que se coloca é: que bairros visitar?

 

 

A resposta passa por saber em que locais se concentram os seus pontos de interesse: as maiores atrações da capital portuguesa, os miradouros, os restaurantes e tudo o que o que vai querer desfrutar na cidade das sete colinas.

 

 

Os bairros históricos mais populares da capital

 

 

Alfama

 

A antiga judiaria, ou o bairro histórico de Alfama, é o bairro mais antigo e genuíno da capital. Foi em tempos o lar de muitos pescadores e ainda hoje é habitado por muitos portugueses de gema, mantendo um espírito bairrista muito autêntico.

 

Este bairro é considerado o berço do Fado, sendo que esta tradicional música portuguesa pode ser ouvida em muitos "tasquinhas" típicas de Alfama. Ao explorar as ruas da antiga judiaria sente-se o verdadeiro espírito de bairro, com as casas típicas cheias de cor, as roupas penduradas à janela e os moradores entretidos nas suas rotinas diárias.

 

 

Pontos de interesse:

 

  • Pequenas lojas tradicionais, mercearias com produtos típicos portugueses, restaurantes com atuações de fado, cafés e bares.

  • Atrações turísticas: Castelo de São Jorge, Sé de Lisboa, Museu do Fado, Miradouro de Santa Luzia, Feira da Ladra, Museu Militar, Miradouro das Portas do Sol, Panteão Nacional (Igreja de Santa Engrácia) e Casa dos Bicos.

 

 

Chiado

 

 

O Chiado é a zona mais elegante do centro histórico, reminiscente da Belle Époque lisboeta, em que escritores como o Fernando Pessoa [com uma famosa estátua em sua honra no café A Brasileira, no Chiado] e Eça de Queirós frequentavam os cafés da zona.

 

Este bairro está sempre na moda. É onde os lisboetas marcam encontros, bebem cafés e vão às compras. A maioria dos seus edifícios foram construídos no século XVIII, mas muitos destes foram reabilitados nos anos 90 pelo arquiteto Siza Vieira, depois do calamitoso incêndio que ocorreu em 1988.

 

 

Pontos de interesse:

  • Teatros, livrarias antigas, lojas de marcas internacionais.

  • Armazéns do Chiado, Livraria Bertrand, Museu Nacional de Arte Contemporânea, loja Tous [interior histórico], Convento do Carmo, Elevador de Santa Justa, pastelaria A Brasileira.

 

 

Príncipe Real

 

Este charmoso bairro ficou conhecido pelas lojas de antiguidades, miradouros, jardins e, também, por ser uma zona de frequência gay. Nos últimos tempos tem-se tornado ainda mais interessante, tanto para os locais como para os estrangeiros, pois viu abrir várias lojas de design e tem dos restaurantes mais populares de Lisboa.

 

Contudo, este continua a ser um bairro essencialmente residencial e conta com vários jardins, palacetes e duas das praças mais tranquilas da cidade. Apesar da antiguidade dos edifícios e dos vários antiquários que se encontram na zona, o Príncipe Real rejuvenesceu nos últimos anos. Nota-se que é um local na moda, repleto de jovens, que procuram as últimas novidades da capital.

 

 

Pontos de interesse:

  • Lojas de design, lojas de antiguidades, jardins, miradouros.

  • Embaixada (edíficio de compras e restauração), Pavilhão Chinês (bar), Jardim Botânico, Jardim do Príncipe Real, Casa Amália Rodrigues, Palácio de São Bento.