CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

2 rapazes, 2 raparigas e um cão rafeiro: Os Cinco em exposição em Lisboa

Exposição de Os Cinco em Lisboa
Par Joana CIDADES Il y a 5 ans
Catégories :
Últimas Notícias

Não há muitos livros para crianças que atravessem gerações. Os Cinco de Enid Blyton são cimeiros nesta categoria, agora em exposição em Lisboa

 

Por João Galvão

 

Uma das minhas memórias mais antigas e estimadas é sentir sempre fome de cada vez que havia cenas de almoços ou de lanches nos livros d’Os Cinco. Ninguém como Enid descrevia tão bem batatas novas acabadas de cozer, com pele, ou bacon and eggs cheirosos.

 

A propósito dos 75 anos da estreia das aventuras do pequeno bando, que coincidem com os 120 anos que passam sobre o nascimento da escritora, a Biblioteca Nacional de Portugal leva a efeito uma mostra bibliográfica até 7 de outubro em que reúne várias edições das obras de Blyton traduzidas para português, que são acompanhadas por objetos relacionados com a autora, provenientes da coleção pessoal de Paulo Ferreira, autor do projeto “Mistério Juvenil”, membro da Enid Blyton Society, e conhecido fã português da autora.

Enid Blyton, autora da coleção Os Cinco

 

Desde a década de 20 do século passado, quando Os Cinco se estrearam, até hoje, já se venderam mais de 600 milhões de exemplares das obras de Blyton. Para além das aventuras de Júlio, Ana, David, Zé e Tim, da cabeça da escritora saiu também o Noddy, o do País dos Brinquedos.

 

Tanto deste como d’Os Cinco foram feitas, ao longo dos tempos, várias séries televisivas e filmes, sempre espelhando o gosto da época em que foram realizadas. E mesmo os textos dos livros originais foram de vez em quando ‘retocados’, para que melhor acompanhassem os tempos; a obra de Enid tinha sido produzida, essencialmente entre as duas grandes guerras e estava, obviamente, marcada pelos tempos.

 

A partir da década de 60 começou a ser criticada como simplista, racista, xenófoba e elitista, sobretudo no que diz respeito à caracterização das personagens e das atitudes estereotipadas em termos de etnia, género e nacionalidade. Em 2010, por exemplo, a editora Hodder adaptou os textos d’Os Cinco para modernizar termos como “scholl tunic”, para “uniform”, ou “mother and father” para “mum and dad”. Mas as mudanças não foram bem recebidas pelo público e editora acabou por abandonar o projeto.

Bem ou mal, faz parte do encanto da coleção d’Os Cinco este encanto retro, com tudo aquilo que tem de bom e de mau. E à distância, é fácil perceber porque foram escritos assim e não de outra forma os textos da autora.

 

Exposição Enid Blyton (1897-1968): 75 anos de Os Cinco

24 de julho a 7 de outubro – Sala de Referência, entrada livre

Colóquio a 3 de outubro, hora a anunciar, Auditório da BNP

 

 

Crédito retrato: Dorothy Wilding, BNP