CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Matosinhos: motos portuguesas expostas na Casa do Design

Exposição Motos Casa do Design
Par João GALVÃO Il y a 2 ans
Catégories :
Últimas Notícias

A Casa do Design de Matosinhos presta homenagem às marcas de motorizadas portuguesas

 

Quase todos nós portugueses andámos numa, eu pessoalmente caí de várias. Pode ser antes de tudo uma mostra revivalista ou nostálgica, mas como pano de fundo fica-se com a ideia bem marcada de que durante décadas Portugal produziu bem e melhor desenhou motorizadas de que toda a gente tem saudades, e mais importante ainda, que toda a gente usou.

Até 27 de janeiro cerca de 80 motorizadas de fabrico português estarão expostas na Casa do Design de Matosinhos, da Casal Boss à SIS Sachs Andorinha, passando pela Confersil Dina 104, pelas Macal, pela Famel Zundapp GT25, pelas Vilar, pela incontornável V5 ou pela grande Cinal Pachancho, ganhadora de corridas. 

 

Com curadoria de Emanuel Barbosa, designer e docente da Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, “Motos de Portugal” pretende recordar a produção nacional de motociclos e ciclomotores e proporcionar uma visão panorâmica das características destes veículos e da sua utilização. Pensada como uma experiência cultural, a exposição assume-se também como um reflexo da evolução da sociedade portuguesa e do desenho de produto que presidiu à concepção e divulgação de um conjunto de máquinas que marcaram indelevelmente o quotidiano de várias gerações e a sociedade contemporânea nacional.

 

“Motos de Portugal” é organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos e pela ESAD IDEA, Investigação em Design e Arte, apresentando as motorizadas nacionais enquanto veículos de lazer e de trabalho, exercício tecnológico e utensílios indispensáveis ao desempenho de atividades essenciais à sobrevivência das populações. A indústria nacional de motociclos, refira-se, ensaiou os primeiros passos no início do século XX, acompanhando, com altos e baixos, todo o desenrolar do século, até quase se extinguir antes do arranque do novo milénio.

 

Inicialmente destinadas às elites, as motocicletas rapidamente se democratizaram e, em Portugal, a produção nacional atingiu o apogeu entre os anos 1960 e 1980, com a era da motorizada de baixa cilindrada (até 50 cc), capaz de satisfazer as necessidades de mobilidade dos operários a um custo compatível com os baixos salários praticados e com a reduzida taxa de alfabetização. Surgiram, deste modo, diversos fabricantes nacionais, alguns dos quais conseguiram sucesso no mercado internacional. O design dos seus modelos, na maioria dos casos, adaptava à realidade nacional os modelos internacionais mais em voga.

O trabalho de investigação desenvolvido por Emanuel Barbosa permitiu reunir e apresentar inúmero material documental, algum dele inédito, incluindo catálogos, cartazes, vídeos e fotografias de época. Durante a exposição, um programa de atividades paralelas irá ainda permitir a interação com especialistas, colecionadores, autores e intervenientes da indústria nacional.

 

A Casa do Design Matosinhos, recorde-se, pretende afirmar-se como um espaço central de exposição, divulgação e produção crítica de conhecimento em design, com um enfoque no design português. A par de uma programação regular — centrada em exposições que suscitem reflexão e debate sobre a cultura do design contemporâneo ou, noutra perspetiva, que investiguem, recolham e preservem conhecimento histórico ligado à evolução do design nas suas diversas áreas —, será criada uma coleção permanente e um acervo documental que potencializem a investigação e disseminação de conhecimento em design.

 

A Casa do Design Matosinhos resulta de uma parceria entra a Câmara de Matosinhos e a ESAD IDEA e pretende afirmar-se pela abertura a diferentes áreas, temas e públicos, mas igualmente pela receptividade a novas propostas e futuros parceiros, de forma a reforçar a dimensão de um espaço que se quer de abrangência e relevância nacional e internacional. Este projeto constitui, com a incubadora de design em funcionamento no Mercado Municipal e o espaço cultural e de Investigação da Rua Brito Capelo, a pedra angular da candidatura de Matosinhos à Rede de Cidades Criativas da UNESCO.

 

 

Exposição “Motos de Portugal”

Casa do Design Matosinhos

Rua Alfredo da Cunha 15

4450-009 Matosinhos