CONTACTO INVESTIR COMPORTA ALGARVE PORTUGAL

Uma Coleção Desconhecida em Cascais

Coleção Desconhecida no CCC
Par João GALVÃO Il y a 3 ans
Catégories :
Cultura

A Coleção pode chamar-se Desconhecida mas os artistas desta exposição no Centro Cultural de Cascais não o são certamente

 

É uma seleção de pintura e escultura portuguesas, dos períodos moderno e contemporâneo, do século XIX até ao presente. A exposição “Belas Artes da Academia – Uma Coleção Desconhecida”, distingue-se pelo seu significado histórico – as obras refletem o espírito do tempo em que foram produzidas – e pelas qualidades técnicas e estéticas de cada artista, o que faz de cada um deles um nome único, sem pares.

Há um raro de desenho de Santa-Rita Pintor (1889-1918) e o retrato a óleo do médico e historiador de arte Reynaldo dos Santos, por Eduardo Malta, são duas das obras a dar obrigatoriamente destaque.

Mas a lista é longa e os nomes são todos excelentes (ou não houvera aqui a chancela da Academia Nacional de Belas Artes), e poderemos ver nesta exposição outros artistas do retrato, na paisagem e no abstrato como Manuel Cargaleiro, Carlos Reis, Graça Morais, Dórdio Gomes ou Norberto José Ribeiro.

Na escultura mostram-se trabalhos de José de Guimarães, Lagoa Henriques, José Aurélio e Clara Menéres, entre outros.

O Centro Cultural de Cascais, onde decorre esta exposição, é um edifício originalmente do século XVII, construído para albergar um Convento de Carmelitas Descalças. Cumpriu essa função até 1834, data em que foram extintas por decreto real todas as ordens religiosas e atualmente alberga o Centro Cultural, gerido conjuntamente pela Fundação D. Luís  e pelo Município.

A exposição, patente até 25 de março, realiza-se no âmbito da programação do Bairro dos Museus e surge de uma colaboração entre a Câmara Municipal de Cascais, a Fundação Dom Luís I e a Academia Nacional de Belas Artes.

 

Mais info aqui

 

 

Imagens cedidas pelo Centro Cultural de Cascais